Member

E PLURIBUS UNUM


  Benfica Glorioso  
  BTV  
  BTV  
  BTV 
  BTV  
  BTV  
  BTV  
  BTV  
  BTV  
  BTV 
  BTV  
  BTV  

Camisola Principal Benfica 23/24

tag foto 1 tag foto 2 tag foto 3 tag foto 4 tag foto 5 tag foto 6 tag foto 7 tag foto 8 tag foto 9 tag foto 10
E Pluribus Unum

EDIÇÃO DE SEXTA-FEIRA, 14 DE JUNHO 2024

Não perca nenhuma Notícia Gloriosa. Siga-nos no Google Notícias. Siga-nos ou clique no símbolo da estrela no canto superior direito.

Evolução individual e coletiva para a exigência futura


 

Uma época positiva, de desenvolvimento e oportunidades para os jogadores. Estas foram as principais conclusões que o treinador da equipa Sub-23 do Benfica, Paulo Lopes, tirou da temporada 2023/24, num balanço feito em entrevista à BTV.

Num olhar detalhado sobre as várias metas atingidas, o treinador falou da utilização de jogadores de vários escalões na equipa Sub-23, das caraterísticas e da adaptação a um modelo competitivo que põe à prova os processos defensivos, e do desenvolvimento dos atletas numa Liga mais competitiva, que se apresenta como uma rampa para o patamar profissional.

"Penso que todos tiveram as suas oportunidades e que não houve nenhum jogador do plantel Sub-23 que não tivesse tido jogo. No fundo, o importante é perceberem a forma como jogamos, para a equipa, e o desenvolvimento que temos com eles", destacou Paulo Lopes.

Paulo LopesPERCURSO NA LIGA Revelação "Claramente positivo. Conseguimos o nosso objetivo, que era passar à fase de apuramento de campeão. Sabemos que, na Liga Revelação, o escalão, aqui no Benfica, não é fácil. Se virmos os anos para trás, sabemos das dificuldades que temos. Ocupámos a posição [4.º lugar na 1.ª fase] que conseguimos nos outros anos quase todos. Não foge muito a essa regra. Sabíamos das dificuldades, mas é contra essas dificuldades que nos vamos tornar muito melhores no futuro. [Fase de apuramento de campeão] As caraterísticas das equipas são completamente diferentes. Em todos os jogos começamos a ganhar, até aos 70/80 minutos estamos a ganhar. Depois, pelas caraterísticas do jogo e pela falta de maturidade – não só dos miúdos, mas geral –, tens de defender mais quando as equipas estão a perder e são mais ofensivas. É normal que no processo até aos Sub-23 não exista tanto [trabalho defensivo], mas estamos a evoluir favoravelmente nesse sentido."

O PESO DA IDADE NA DISPARIDADE OFENSIVA E DEFENSIVA

"Somos uma equipa ofensiva, que quer ter bola e quer ir para a frente. Nós fizemos esses golos todos [60 nas duas fases da Liga Revelação] e falhámos ainda mais alguns. É normal, na Formação, até aos Sub-19, em termos defensivos não sermos tão postos à prova. Neste momento, estamos a falar em três ou quatro anos de diferença de idade. No desenvolvimento deles, faz diferença em termos físicos. No início da época notei uma diferença muito grande, em termos físicos, de um júnior, para, no caso, três jogadores que tínhamos nos Sub-23 que no ano anterior estavam a jogar o Campeonato Nacional de Sub-17. Estarem a jogar, com 17 anos, com jogadores entre os 21 e os 23 anos, em termos físicos, há alguma diferença, mas é assim que vão evoluir e ficar melhores."

Paulo LopesUMA RAMPA PARA O CONTEXTO DE ALTO Nível  "Essa é a nossa filosofia [utilizar jogadores de vários escalões]. Estamos habituados a esse tipo de processo. Tem dado frutos, temos conseguido fazer com que vários jogadores cheguem à equipa A. Não é fácil, não é, mas nós estamos cá para ajudar e fazer com que o jogador se sinta útil na casa, que consiga ser cada vez melhor e, nesse sentido, estamos satisfeitos. Somos a equipa mais jovem da Liga Revelação. No nosso processo, jogamos com equipas da Liga Revelação, como o caso do Estoril, do Torreense e do Famalicão, que têm a mesma idade da nossa equipa B. Estamos a fazer um processo completamente diferente, são juniores que estão a jogar na Liga Revelação. Traz-nos outras caraterísticas do jogo e vivências que até aos Sub-19 não estão habituados, mas a ideia é essa, é fazer com que sejam mais fortes, com que percebam o jogo de uma maneira diferente, para poderem ser melhores e chegarem a um patamar seguinte já preparados para as exigências."

CONFIAR NO TRABALHO DESENVOLVIDO

"É tentar manter a tranquilidade. Não é fácil para eles, porque, como disse, a vivência deles até aos Sub-19 é ganhar, ganhar, ganhar e ganhar. Nós também temos isso presente nos Sub-23, porque queremos ganhar, ganhar, ganhar e ganhar, mas sabemos das dificuldades do Campeonato. Sabemos que não é fácil, por estarmos a jogar com jogadores muito mais jovens, mas é passarmos a tranquilidade, o momento dos processos que estamos a ter e do processo que estão a ter em termos de desenvolvimento individual e coletivo, para poderem ser mais fortes na época seguinte."


Comentários

  1. Esse gajo não tem é vergonha na cara, nada aproveitou dos miúdos, antes pelo contrário...se não fosse os amigos lá dentro estavas onde? Oh Paulo Lopes.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

obrigado pelo seu comentário !!!

Siga-nos no Facebook!!! https://www.facebook.com/benficaglorios/ ☚ Visita

Mensagens populares deste blogue

Luan Farias contratado

Reação e vantagem na meia-final

Rui Costa explica saídas de Grimaldo e Rafa: «Pediram números exagerados»

  • Postagens
  • Comentários
  • 3812473

    Visualizações
+ Seguir Blog



com o Google Friend Connect