Member

E PLURIBUS UNUM


  Benfica Glorioso  
  BTV  
  BTV  
  BTV 
  BTV  
  BTV  
  BTV  
  BTV  
  BTV  
  BTV 
  BTV  
  BTV  

Camisola Principal Benfica 23/24

tag foto 1 tag foto 2 tag foto 3 tag foto 4 tag foto 5 tag foto 6 tag foto 7 tag foto 8 tag foto 9 tag foto 10
E Pluribus Unum

EDIÇÃO DE SEXTA-FEIRA, 14 DE JUNHO 2024

Não perca nenhuma Notícia Gloriosa. Siga-nos no Google Notícias. Siga-nos ou clique no símbolo da estrela no canto superior direito.

PLANTEL DE FUTEBOL FEMININO


Liga BPI
22.ª jornada
RESULTADO FINAL
INT: 1-0
Benfica2
Racing Power1
Marcadoras
Carole Costa 38' gp
Carole Costa 90'+1' gp
Lúcia Lobato 85'

Dia histórico para a equipa feminina de futebol do Benfica! A depender apenas de si, na 22.ª e última jornada da Liga BPI, o coletivo encarnado venceu o Racing Power (2-1), conquistando o Tetracampeonato. Num jogo em que as emoções estiveram ao rubro, Carole Costa bisou na conversão de duas grandes penalidades, sendo determinante para o desfecho!

Neste sábado, 11 de maio, a festa foi imensa, em total comunhão com os Benfiquistas que lotaram as bancadas do Campo n.º 1 do Benfica Campus. Foi consumada mais uma página de glória por parte das Inspiradoras, dominadoras no panorama nacional.

Concluída a Liga, o registo foi de 18 triunfos e dois empates em 22 rondas, totalizando 56 pontos. As águias anotaram 66 golos, consentindo 12.

Em campo, sob incentivos dos adeptos, e com a presença do Presidente Rui Costa, o Benfica entrou com enorme ímpeto. Logo aos 3', após jogada de Lúcia Alves pela direitaFrancisca Nazareth, no coração da área, atirou para defesa de Michaely Bihina.

Onze do Benfica

"Benfica, o amor da minha vida", cantava-se nas bancadas pintadas de vermelho e branco!

Aos 8', após combinação com Francisca NazarethLúcia Alves visou a baliza, a bola sofreu um desvio numa rival e a guarda-redes do Racing Power agarrou. Com o pé no acelerador, aos 9', Andreia Norton, de cabeça, também rematou, à figura de Bihina.

Com mais bola, perante o 3.º classificado, aos 13' foi a vez de Nycole Raysla disparar, errando o alvo.

Sempre muito acarinhadaLúcia Alves recebeu aplausos, em jeito de incentivo, pois ficou queixosa no relvado, aos 17', e necessitou de assistência. Com grande fibra, recuperou de pronto.

Sem perder de vista a baliza do Racing Power, Francisca Nazareth, à entrada da área, voltou a testar Bihina, que amarrou o esférico (21').

Adeptos do Benfica no Benfica Campus

"Mostra a tua raça, querer e ambição, nós só queremos o Benfica campeão", entoava-se, animando as jogadoras em campo, que disputavam cada lance com abnegação.

Revelando segurança no sector mais recuado, as águias deram poucos espaços ao adversário, apostado em saídas rápidas para o ataque.

À procura do golo inaugural, aos 29', Anna Gasper bateu um canto à direita, e Chandra Davidson cabeceou para mais uma boa intervenção de Bihina.

Aos 33', Andreia Faria caiu na área rival, em lance com Bárbara Azevedo. A árbitra Sara Alves assinalou de pronto grande penalidade, mas, alertada pelo VAR, visionou as imagens. Volvidos alguns minutos, anunciou a decisão: "Após revisão, a jogadora n.º 5 [Bárbara Azevedo] entra sobre a adversária [Andreia Faria] de forma negligente."

Golo do Benfica

Confirmado o castigo máximo, houve aplausos, e, na marcação, aos 39', Carole Costa, muito concentrada, fez o 1-0Muita festa no Benfica Campus e celebração das jogadoras com as suplentes e restante staff no banco encarnado.

"Que sejas campeão, Benfica! O amor da minha vida", apoiavam os Benfiquistas.

Num duelo que teve a AMATOS Car como Match Day Sponsor, as Inspiradoras chegaram ao intervalo na dianteira (1-0).

E foi tempo de homenagens no relvado. A equipa feminina Sub-19, campeã nacional, e a equipa feminina Sub-17tricampeã distrital, exibiram os troféus conquistados, sendo ovacionadas e felicitadas pelo vice-presidente Fernando Tavares.

O início do segundo tempo foi perfeito. Aos 46', após passe de Christy Ucheibe e desvio numa adversária, Chandra Davidson, oportuna, na área, atirou para defesa de Bihina, mas na recarga, já em queda, rematou certeiro para o 2-0!

Benfica-Racing Power

Mais uma vez, a juíza do jogo, alertada pelo VAR, visionou as imagens durante vários minutos e acabou por anular o golo, explicando que a avançada encarnada encontrava-se em posição de fora de jogo no momento do passe de Christy Ucheibe.

Sem alterações no marcador, a partida prosseguiu equilibrada. Lena Pauels, aos 61', defendeu com facilidade o remate de Jennifer Vetter.

Na bancada, também as jogadoras não convocadas pela treinadora encarnada apoiavam as companheiras de equipa. Tentando chegar mais vezes à área do Benfica, o Racing Power voltou a rematar, por Evy Pereira, cujo disparo saiu ao lado. Aos 65', de livre direto, Gerda Ingrid também ameaçou.

Os adeptos encarnados voltaram a cantar ainda mais alto, de forma a aumentar a confiança das águias. "BenficaBenfica", gritava-se de forma intercalada nas duas bancadas.

Benfica-Racing Power

À primeira alteração de Filipa Patão, muitos aplausos para Andreia Norton, que saiu, bem como para Marie Alidou, lançada aos 77'.

Contra a corrente de jogo, o Racing Power empatou (1-1), por Lúcia Lobato, após livre cobrado sobre a direita (85'), um resultado que não servia às encarnadas. Os adeptos puxaram pelas Inspiradoras e, aos 87', Lúcia Alves foi travada em falta na área do Racing Power por Sini LaaksonenCastigo máximo assinalado. Lúcia teve de ser substituída (entrou Catarina Amado), os adeptos entoaram o nome da internacional lusa, enquanto Carole Costa assumia a responsabilidade da marca dos 11 metros.

Imperturbável, a defesa-central não vacilou e fez explodir de alegria os adeptos presentes no Benfica Campus! No banco, pedia-se ainda mais apoio!

Golo do Benfica

Com 2-1, aos 90'+1', restavam nove minutos de tempo de compensação. "Nós só queremos o Benfica campeão" – era este o mote para o que faltava disputar.

No banco, as jogadoras encarnadas já estavam de péfaziam a festa aos 90'+10', até que soou o apito final e o júbilo foi total!

Seguiram-se abraços, lágrimas de felicidade, em particular de Pauleta, que passou boa parte da temporada a recuperar de lesão. Saltos de alegria, afinal "o Benfica ganhou", como cantavam os adeptos.

"Eu amo o Benfica!", também se ouviu, em pleno clima de euforia, já com as atletas com cachecóis alusivos ao Tetra. "E salta Kika, e salta Kika", pediam os Benfiquistas, dirigindo-se à camisola 10, que lhes fazia a vontade.

Benfica-Racing Power

Melhor marcadora da Liga BPI, com 17 remates certeiros, Francisca Nazareth foi mesmo distinguida com o troféu referente ao seu registo, num momento que precedeu a entrega da taça às Tetracampeãs. A criativa das águias recebeu ainda o galardão de Melhor Jogadora da Liga. Autora dos dois golos do triunfo, Carole Costa foi eleita a Mulher do Jogo.

Com direito a guarda de honra por parte das Sub-17 e Sub-19 encarnadas, as jogadoras foram chamadas uma a uma, bem como o staff, sempre sob ovações dos Benfiquistas. Com as medalhas de campeãs, as capitãs Sílvia Rebelo e Pauleta ergueram o ambicionado troféu!

O tradicional We are the Champions ecoou em novo momento de comemoração! E a Taça foi sendo erguida junto dos adeptos, numa tarde gloriosa!

Adeptos do Benfica no Benfica Campus

AMBIENTE DE FESTA DESDE CEDO

Muito antes do embate, aprazado para as 14h00, à entrada do Benfica Campus, centenas de pessoas esperavam pela abertura de portas. Vestidas a rigor, preparavam-se para uma tarde de apoio às Inspiradoras. Já no interior, durante os exercícios de aquecimento, aquando do anúncio do onze e das suplentes das águias, houve muitos aplausos sempre que o speaker dizia o nome de cada uma das Inspiradoras.

Ao som do Ser Benfiquista, entoado a plenos pulmões pelos adeptos, as atletas entraram em campo, cantaram também, e fizeram a vénia aos Benfiquistas presentes na bancada central e no topo. Seguiram-se as derradeiras palavras de Filipa Patão, numa roda reveladora da coesão do grupo. "Sport Lisboa e Benfica", gritou-se.

Tetracampeãs

ÉPOCA PERFEITA NO HORIZONTE

Em 2023/24, o Benfica tem como meta a época perfeita no que diz respeito às competições internas. Iniciada a temporada com a vitória na Supertaça, no dérbi com o Sporting realizado no Estádio Municipal de Aveiro (3-0, no desempate por grandes penalidades, após 1-1 no tempo regulamentar e prolongamento), mais recentemente, no dia 1 de maio, as Inspiradoras voltaram a bater o eterno rival.

No Estádio do Restelo, foi erguida a Taça da Liga, após o triunfo sobre as verdes e brancas (1-0, com golo de Chandra Davidson), cimentando o domínio na prova (quatro triunfos em cinco edições).

Benfica-Racing Power

Assim, o mês de maio pode ser sinónimo de três conquistas num curto espaço de tempo! Alcançado o Tetra, ainda haverá a disputa da Taça de Portugal, também diante do Racing Power. O encontro está agendado para domingo, 19 de maio, às 17h15, no Estádio Nacional.

O pleno está assim no horizonte numa temporada para recordar também devido à histórica participação na Liga dos Campeões, culminada com uma inédita presença nos quartos de final.

Em ascensão no ranking da UEFA, as águias estão à porta do top 10 (ocupam o 11.º posto), depois de se qualificarem para a fase a eliminar, apurando-se num grupo com Barcelona, campeão europeu travado no Seixal (4-4), Eintracht Frankfurt e Rosengard.

QUATRO LIGAS, QUATRO PALCOS DE CELEBRAÇÃO

As águias iniciaram este trajeto glorioso no Estádio José Alvalade, quando venceram o Sporting, por 0-3, sagrando-se pela primeira vez campeãs, em maio de 2021. Um ano depois, o Estádio da Luz foi o palco do dérbi que valeu o bicampeonato (vitória por 3-1), sendo que o tricampeonato foi conquistado no Complexo Desportivo Valadares (0-2), em maio de 2023. Neste sábado, 11 de maio, pela primeira vez, o Benfica Campus foi o local dos festejos!

Tetracampeãs

DECLARAÇÕES

Filipa Patão (treinadora do Benfica): "Agora, temos de pensar na Taça de Portugal. É sempre assim, pensamos sempre no próximo. Muito, muito feliz, porque foi uma época dura e as jogadoras sabem disso. Não foi um jogo fácil para nós, não foi um jogo bem jogado, sabemos disso, mas controlar emocionalmente num momento destes é complicado. Mais uma vez, elas mostraram que têm uma mentalidade de campeãs. Parabéns a estas jogadoras, é uma época histórica, que não foi fácil para nós. Ainda fica mais saboroso quando assim é. O Campeonato é sempre o principal objetivo, retirámos a principal pressão que tínhamos na época. É mais uma bomba de oxigénio para o que falta. Fizemos história no Clube e estamos na história do futebol português. Queremos voltar a fazer história. Tivemos adversários à altura, temos de continuar a crescer. O nosso crescimento fez os outros crescerem, em tempos. Temos de crescer mais para o ano. Agora, é a Taça de Portugal. [Racing Power] É uma equipa que não comete erros e não arrisca. Se formos a ver, não é uma equipa que saia a jogar e que arrisque subir muito as linhas, mas, depois, é muito forte nas bolas paradas e no futebol direto. Sabíamos disso, e tentámos ao máximo também não cometer erros. É sempre difícil ganhar a uma equipa que não quer jogar, e que quer impedir que o adversário não jogue, ou que não tenha espaço para jogar. Muito competentes na primeira parte. Na segunda, os nervos e a emoção toldaram-nos muito, principalmente pelo golo anulado. Ainda assim, conseguimos dar a volta e conseguimos mais um Campeonato. [Conquistas na formação e futuro do Benfica] É sinal que, primeiro que tudo, não construímos a casa pelo telhado. Fizemos as coisas como deve ser e, neste momento, estamos a ter frutos na nossa formação. Tenho a certeza que, mais cedo ou mais tarde, vamos ter mais Kikas, mais Farias, mais Seiças e Laras. Elas têm qualidade, a nossa formação tem qualidade. Esperem, porque elas vão fazer a diferença na equipa A."

Tetracampeãs

Sílvia Rebelo (defesa e capitã): "É mais uma conquista pelo Benfica. Só nós sabemos o que trabalhamos para atingirmos os nossos objetivos. Vimos ali uma contrariedade, mas esta equipa mostrou o motivo de ser campeã e de ter sido a equipa mais consistente. O resultado está à vista, somos campeãs e, agora, é continuar a dar alegrias aos nossos adeptos. O Benfica tem vindo a mostrar qualidade, agora é continuar. A qualidade e a mentalidade estão cá e o futuro do Benfica vai ser risonho. Para mim, é gratificante estar aqui desde o início do projeto. Sabia que era um projeto ganhador, todos os títulos no Benfica têm sempre um sabor especial. Este não foge à regra. Custou, mas a verdade é que soube melhor. Agora, vamos aproveitar o momento, porque as vitórias têm de ser festejadas. É o nosso lema, quando ganhamos, temos de festejar. Depois, a cabeça tem de estar na Taça de Portugal, que também é um título que queremos muito e que falta a muita gente que está no Benfica. É num estádio histórico [Jamor] e queremos, mais uma vez, dar mais uma vitória aos nossos adeptos. Queremos vivenciar tudo aquilo que o estádio nos vai proporcionar. Vamos ter de ir buscar ao coração e à alma. A Taça tem de ser para nós. [Decisão na última jornada] A Liga BPI está a crescer, as equipas e a Federação estão a investir, as jogadoras têm melhores condições e acaba por se notar na qualidade. Sabe melhor. A verdade é essa."

Carole Costa

Carole Costa (defesa e Melhor em Campo): "Muito orgulho nesta equipa. Somos uma equipa de títulos, e, juntamente com estes adeptos incríveis, torna-se tudo mais fácil. O segredo é muito trabalho e exigência a cada ano. Já estou aqui há quatro épocas e a exigência tem sido cada vez maior. Puxamos por nós a cada treino, jogo, e isso reflete-se em títulos. Foi um jogo difícil, mas, mais uma vez, fizemos história com estes lindos adeptos que nos apoiam sempre. Estamos muito felizes por isso. É ótimo desfrutarmos com os nossos adeptos e deixá-los felizes. [Conversão do(s) penálti(s)] Felizmente, entrou. Sabia que tinha de entrar, e estou muito contente por ter dado esta alegria aos adeptos. Estamos muito contentes enquanto equipa. Demos tudo em campo. Só falta mais um título, é por isso que vamos lutar. É um objetivo de todas nós fazer o pleno. Vamos por isso. [Campeonato decidido na última jornada] O futebol feminino está a crescer, os jogos são cada vez mais competitivos, e isso é bom para nós e para a Liga. Tivemos um calendário muito competitivo, com muitos jogos, mas estamos de parabéns. Já conseguimos três títulos, e vamos pelo quarto. [Presença de jogadoras mais novas] Elas adoram estar connosco e adoram estar presentes. São o futuro e nós temos de ser o exemplo, dentro e fora de campo."

Tetracampeãs

Pauleta (média e uma das capitãs de equipa): "Significa muito. Vê-se coletivamente e nos adeptos. É um sentimento incrível para nós, para os adeptos. O nosso objetivo principal é também ligar a nossa equipa aos adeptos. Nós demonstrámos isso em cada jogo, em cada época, e este é o momento de maior união entre nós e eles. É muito bom para nós e para eles, portanto é ótimo. É uma recompensa do trabalho, não só deste ano, mas de todos os que o projeto tem. É o culminar de uma época complicada, muito difícil, exigente para todas, e desgastante. Era o objetivo principal, conseguimos e estamos muito satisfeitas. No ano passado tive o azar de me lesionar, dei a volta e regressei bem, senti-me bem do joelho, mas, há duas semanas, fiz uma pequena luxação na ponta do dedo e estive fora duas semanas. Hoje, consegui estar presente. Era o que mais queria. Queria estar presente, estar com a equipa e ajudar com o que fosse, nem que fossem três minutos no final. Consegui e significa muito para mim. [Taça de Portugal] É o foco. Neste Clube é muita a exigência. Hoje, vamos festejar um Campeonato, que é muito importante para nós, mas o foco está na Taça de Portugal. É um título que escapa há muito tempo e que queremos conquistar. Falta um jogo, depois é descansar, recuperar o corpo e voltar mais fortes na próxima época. Não temos teto nem limite. Temos de trabalhar diariamente para conseguir continuar a subir até onde o destino quiser. [Decidido na última jornada] A cada ano esperamos que seja mais difícil, porque todas as equipas querem ganhar ao Benfica. A vontade de ganhar ao Benfica é gigante, mas a fome de vencer desta equipa é inabalável. Demonstramos isso a cada ano, queremos muito ganhar, e esta equipa tem, sobretudo, o que é preciso para ganhar. Muita competência, respeito e muito trabalho."

Tetracampeãs

Andreia Faria (média e uma das capitãs de equipa): "É casa cheia, como já esperávamos. Os adeptos benfiquistas estiveram sempre presentes em todos os jogos aqui no Benfica Campus. Não foi só nos momentos de decisão. É muito importante poder contar com o apoio deles, que são a nossa maior motivação e responsabilidade, também. Somos tetracampeãs. Acho que não há muito a dizer. Ganhámos três dos títulos possíveis, ainda falta um, e chegámos aos quartos de final da Liga dos Campeões. Há poucas palavras para descrever o orgulho que é representar este grupo. Somos o justo vencedor, porque fomos a equipa mais consistente e que fez mais pontos. Foi duro, foi até aos 86/87 minutos, mas está do nosso lado e é isso que importa. [Concentração após o empate] Não fazíamos a mínima ideia do resultado do Sporting, mas sabíamos que não podíamos dar menos do que a vitória a estes adeptos que estiveram aqui presentes. Era, para nós, mais do que um dever ganhar aqui os três pontos, e, por isso, era até ao fim. Ainda havia muito tempo para jogar. Estávamos cientes de que ainda conseguíamos marcar e foi isso que aconteceu. Muito tranquilas, sempre conscientes da nossa qualidade e superioridade. É isso que nos mete lá em cima. Temos tudo. Já foi o Campeonato, a Supertaça, a Taça da Liga e, agora, falta a de Portugal, que não ganhamos desde o primeiro ano do [projeto do] Benfica. Temos a hipótese de fazer o pleno, e é com tudo que vamos atacar esses quatro troféus."

Francisca Nazareth

Francisca Nazareth (avançada, melhor marcadora e melhor jogadora da Liga BPI 2023/24): "Sinto amor por estas pessoas. O futebol e o Benfica são as pessoas. Como a treinadora disse antes do jogo, foi o caminho e a forma como chegámos até aqui. Não é só este ano ou o ano passado, são estes anos de Benfica. O Benfica é outro nível, é muito à frente. Agora e amanhã [domingo, 12 de maio], é festejar. Na terça-feira voltamos ao treino. A vitória é nossa e deles [Benfiquistas]. Precisamos sempre deles e eles de nós. Faço desde já o apelo e o convite para que nos apoiem no Jamor, para fazermos o pleno e continuar o nosso trabalho, à Benfica."

Jéssica Silva (avançada): "É muito especial, não há muitas palavras que possam descrever o que sentimos. Tem sido uma época dura, longa, mas fomos as justas vencedoras. Fomos a equipa mais consistente, competente, e é mais um objetivo cumprido. É uma excelente época e estamos todas de parabéns. Estou muito feliz por mais um título, por conquistá-lo com o Benfica. O segredo é o trabalho, acreditarmos até ao fim, a alma que esta equipa tem. Sabíamos que ia ser difícil, não temos tido as coisas fáceis, tem sido uma época com algumas contrariedades e a verdade é que temos respondido sempre muito bem. Hoje, voltámos a fazê-lo, merecemos a vitória e termos conquistado este Campeonato. Agora, que venha também a Taça de Portugal. Tivemos uma excelente prestação neste ano e o que queremos fazer é dar continuidade a esta evolução, às boas exibições, ao crescimento enquanto equipa, e tenho a certeza de que o Benfica vai continuar a sorrir e a fazer toda a gente sorrir, porque temos trabalhado muito bem para isso. Parabéns a todos nós."

Tetracampeãs

Christy Ucheibe (média): "Tudo o que posso dizer é que me sinto incrível, é um sentimento maravilhoso. É fora deste mundo, com os adeptos, toda a gente está feliz. O sentimento é incrível. Trabalhamos como equipa, lutamos juntas mesmo quando estamos a perder, em qualquer circunstância. Acreditamos sempre, seguimos o nosso plano e tudo o que a treinadora nos pede, e estamos unidas por amor. Amo o Benfica!"

Laís Araújo (média): "É um sentimento inexplicável. Coroa uma temporada maravilhosa que fizemos. De alguns altos e baixos, mas que nos fortaleceu e nos fez crescer. É coroar o trabalho que temos feito, e ainda temos mais um objetivo por cumprir [Taça de Portugal]. Foi um bom passo para o próximo objetivo. Colocámos como objetivo trazer todos os títulos para o Benfica neste ano. Tem sido maravilhoso para mim chegar e ganhar todos os títulos. Estamos ainda com o objetivo de trazer a Taça [de Portugal] e estamos focadas. Queríamos fazer história, mais uma vez, com a camisola do Benfica e dar alegrias aos nossos Benfiquistas. Temos de festejar e aproveitar. Hoje, dá para desfrutar muito deste momento. Para mim, tem sido especial, tive algumas boas contribuições e é só agradecer. A Liga BPI tem crescido a cada dia, todos têm visto as dificuldades que temos enfrentado, mas isso tem-nos tornado cada vez mais fortes, e é isso que o Benfica quer sempre ser. É um grupo muito forte e focado, procuramos sempre crescer umas com as outras. É isso que o Benfica traz, essa força e crescimento a cada dia, e tem sido muito importante para mim."

Chandra Davidson (avançada): "Sinto-me incrível, estou feliz por ter conseguido ajudar a equipa. Conseguimos dois títulos e falta-nos um, por isso o nosso próximo foco é na próxima semana. Penso que o segredo é o trabalho de equipa, aparecer em cada jogo e jogar como se fosse o último, e a coragem e determinação. Neste jogo, no final, não foi necessariamente qualidade, mas foi a coragem e dedicação pelo Benfica, e conseguimos a vitória."

Tetracampeãs

Andreia Norton (média): "É sempre bom ganhar pelo Benfica. É um orgulho o que o Benfica e esta equipa têm vindo a fazer e a crescer, e isso notou-se neste ano, na Liga dos Campeões. O trabalho está a ser feito, portanto é um sentimento de orgulho e é sempre bom ganhar e conquistar coisas pelo Benfica. Domingo [19 de maio], é mais uma. Entramos sempre para ganhar. As finais são para ganhar e estamos lá para isso."

Ana Seiça (defesa): "Sabia que queria chegar a um patamar mais alto, mas nunca pensei quantos títulos ia ganhar. Saí para a equipa certa, o Benfica, o maior clube de Portugal, que me tem proporcionado as maiores alegrias da minha carreira profissional. São quatro Campeonatos, muitas Taças da Liga. A mim, falta-me uma Taça de Portugal, o Clube já tem uma. Neste ano, queremos fazer o pleno, ganhar tudo e, para o ano, vir ainda mais fortes. É difícil manter sempre a mesma atitude e performance, mas nós trabalhamos para estar no nosso máximo todos os dias e ganhar todos os títulos possíveis. Domingo [19 de maio], temos mais uma final. Agora, é aproveitar para festejar."

Tetracampeãs

Anna Gasper (média): "Neste momento, estou feliz por termos conseguido novamente. Foi uma época muito longa para nós, muitos jogos. Estamos felizes, porque merecemos, e agora celebramos. Nesta época, sinto-me em casa, e isso ajuda-me a conseguir a minha performance. Os adeptos, o staff e a equipa são incríveis e estou a sentir-me feliz. É bom termos conseguido todos os títulos até agora e claro que queremos ganhar tudo. Agora, celebramos a Liga, mas, depois, o foco está no próximo domingo [19 de maio], porque queremos vencer tudo."

Lena Pauels (guarda-redes): "É incrível! Trabalhámos arduamente durante a temporada e, agora, celebrar o título com os nossos adeptos é incrível e um bom dia para o Benfica. Sinto-me feliz aqui, penso que é a coisa mais importante. A equipa é incrível, trabalhamos todas juntas durante toda a época. Passámos por altos e baixos e mantivemo-nos sempre juntas, penso que é a chave para a temporada. Elas são incríveis, são a minha segunda família, longe da minha casa, e sinto-me muito feliz aqui. Estou feliz por podermos celebrar juntas hoje. Nunca senti nada assim antes, é sempre bom jogar em frente aos nossos adeptos. Eles dão-nos muito, e isto é muito importante para nós e para a final na próxima semana."

Tetracampeãs

Benfica-Racing Power
2-1
Benfica Campus (Campo n.º 1)
Onze do Benfica
Lena Pauels, Ana Seiça, Carole Costa, Christy Ucheibe, Lúcia Alves (Catarina Amado, 90'), Andreia Faria, Anna Gasper, Andreia Norton (Marie Alidou, 77'), Francisca Nazareth (Pauleta, 90'+8'), Nycole Raysla e Chandra Davidson
Suplentes
Rute Costa, Sílvia Rebelo, Paige Almendariz, Catarina Amado (90'), Pauleta (90'+8'), Laís Araújo, Marie Alidou (77'), Marta Cintra e Jéssica Silva
Onze do Racing Power
Michaely Bihina, Beatriz Rodrigues, Jenna Tivnan (Maria Pinto, 82'), Lúcia Lobato, Bárbara Azevedo, Sini Laaksonen, Gerda Ingrid (Sara Pinto, 90'+6'), Evy Pereira (Mariana Campino, 69'), Vanessa Marques (Érica Bispo, 69'), Mercy Idoko e Jennifer Vetter (Inês Gonçalves, 69')
Suplentes
Íris Silva, Mariana Campino (69') Catarina Realista, Beatriz Sebastião, Érica Bispo (69'), Beatriz Barreiras, Maria Pinto (82'), Sara Pinto (90'+6') e Inês Gonçalves (69')
Ao intervalo1-0
Golos
Benfica: Carole Costa (38' gp e 90'+1' gp); Racing Power: Lúcia Lobato (85')


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Luan Farias contratado

Reação e vantagem na meia-final

Rui Costa explica saídas de Grimaldo e Rafa: «Pediram números exagerados»

  • Postagens
  • Comentários
  • 3812473

    Visualizações
+ Seguir Blog



com o Google Friend Connect