© 2011\2015 Benfica Glorioso. (E PLURIBUS UNUM 1904)Benfica Glorioso

*SEJA BEM-VINDO*
SAUDAÇÕES BENFIQUISTAS!!!
* E PLURIBUS UNUM *
Sou do Benfica Isso me envaidece Tenho a genica Que a qualquer engrandece Sou de um clube lutador Que na luta com fervor Nunca encontrou rival Neste nosso Portugal

Clique aqui Para Entrar No Site →
Benfica

Receba Noticias via Email
Emblema Benfica

Casas do Benfica

Cosme Damião

 facebook  twitter  youtube  feed
1 2 3 4
«««SL Benfica vs. CF Monterrey Segunda-Feira, 03-08-2015 04:00««« SL Benfica vs. Sporting Domingo, 09-08-2015 20:45 LocalEstádio Algarve - Faro «««

Benfica TV Online em Direto

Link 1 Clique Aqui ☚ Link 2 Clique Aqui ☚

Edição n.º 3718 “Plantel foi constituído com critério e exigência”

“Plantel foi constituído com critério e exigência”

Em entrevista à BTV, transcrita na íntegra no Jornal “O Benfica”, o treinador do Futsal “encarnado” perspetivou a época desportiva que se avizinha e garantiu preparação e respeito em todas as competições da equipa que lidera.

- Como é que caracteriza o plantel que o Benfica está agora a formar?
- “À partida há uma intenção clara do Benfica e do Futsal que é, numa primeira instância, fortalecer aquilo que foi um argumento muito válido para a conquista de troféus a época passada, que foi a base do trabalho solidário, unido e coeso que todo o grupo de trabalho teve. Num segundo momento, valorizar quem tanto deu e se entregou pelo Benfica na conquista de objetivos e isso foi feito ao atual plantel. Depois irmos à procura daquilo que são as nossas ideias, em função do que serão as exigências desta época desportiva tendo em conta o número de competições e jogos envolvidos e, ainda, aquilo que tem a ver com o perfil de uma forma de treinar, de jogar e do caráter que, para ser atualmente Benfica e fazer parte do Futsal do Benfica, terá que estar presente. Tudo isto somado conseguimos trazer para junto de nós três jogadores, fizemos mais um upgrade em termos daquilo que é a Formação do Benfica e constituímos um plantel com critério, com exigência, com rigor e de acordo com o perfil que envolve várias variáveis”.

- O que podemos esperar da Supertaça?
- “É uma competição particular, que se vai decidir num jogo, como consequência da época anterior. O Benfica quer apresentar-se preparado e quer apresentar-se capaz e conhecedor daquilo que será o Fundão nessa altura. O que queremos também é que, nessa data, o Benfica esteja com os seus níveis e com os seus valores no máximo e aí, sim, tentaremos associar o processo e o resultado, sabendo a importância que tem para nós essa competição, que significa mais um troféu e mais um objetivo”.

- Quais são os desejos para a nova época desportiva?
“Que todo o meu plantel seja invadido por plena saúde, associado ao meu plantel, todas as nossas famílias e, depois, todos os nossos adeptos, porque com saúde e com alegria eles vêm mais disponíveis e satisfeitos e tudo faremos para que quando saírem dos pavilhões essa satisfação seja maior”.

Leia a entrevista na íntegra... Mas este é apenas um dos muitos temas desta edição que dá também destaque muito especial à 8.ª edição da Eusébio Cup. Não perca!
Ler Mais

Pela 1.ª vez no estrangeiro… Eusébio Cup é na BTV!

Pela primeira vez, a Eusébio Cup será disputada fora do Estádio da Luz. A oitava edição da prova será realizada no México, no Estádio BBVA Bancomer, casa do Club de Fútbol Monterrey, na madrugada de segunda-feira, às 04h00 da madrugada… uma partida que terá transmissão em direto na BTV e poderá acompanhar as principais incidências no Site Oficial.

A digressão do Sport Lisboa e Benfica ao continente Americano termina com este jogo que será o derradeiro teste antes do regresso a Portugal e da Supertaça.

O Club de Fútbol Monterrey é a equipa onde Eusébio da Silva Ferreira espalhou a sua magia nos anos 70, ao representar os Rayados, nome pelo qual é conhecido este grande emblema mexicano, fundado no dia 27 de junho de 1945 e que acaba de cumprir o seu 70.º aniversário.

O jogo tem ainda a particularidade de assinalar um momento histórico e de grande significado para o CF Monterrey com a inauguração do seu magnífico novo estádio, um recinto que terá capacidade para 51000 espectadores.

Este motivo, aliado à circunstância de homenagear a memória do melhor jogador português de todos os tempos, num país onde viveu e no clube que representou, foram decisivos para a opção da Eusébio Cup viajar até ao Continente Americano.

Curiosamente, as duas equipas já se defrontaram no México em julho de 1974. No Estádio Universitário, o Benfica orientado por Milorad Pavic venceu, por 4-2.

Criada em 2008, a Eusébio Cup visa homenagear um dos melhores futebolistas de todos os tempos e a maior referência da longa e rica história do Sport Lisboa e Benfica, um dos maiores clubes do Mundo.

O CF Monterrey é o segundo clube do continente americano a participar na Eusébio Cup depois dos brasileiros do São Paulo em 2013.
Inter de Milão, AC Milan, Tottenham, Arsenal, Real Madrid e Ajax, foram os restantes clubes que contribuíram para prestigiar este troféu.

Ler Mais

Extremo holandês “Venho para aprender e evoluir”

O Sport Lisboa e Benfica chegou a acordo de transferência com o FC Twente por Bilal Ould-Chikh, que rubricou contrato válido para as próximas cinco temporadas desportivas.

Cobiçado por muitos clubes da Europa, o promissor extremo celebrou há dois dias o 18.º aniversário e chega ao Clube com vontade de “aprender e evoluir”.

“Sei que é um grande Clube, é o Campeão de Portugal, tem muitos bons jogadores e joga na Liga dos Campeões”, começou por dizer, em declarações à BTV.

O jovem, nascido a 28 de julho de 1997, em  Roosendaal, mas com nacionalidade Holandesa e Marroquina, mostrou-se impressionado com as infraestruturas, nomeadamente com o Estádio da Luz.

“É um grande Estádio. É um sonho para um jovem jogar neste Estádio… Estou feliz por estar aqui. Venho para aprender e evoluir com jogadores de grande experiência e qualidade técnica. Este é um novo início para mim e estou muito feliz por ser jogador do Benfica. Quero trabalhar muito, integrar-me neste clube histórico e lutar por uma oportunidade, numa realidade que sei ser muito exigente”, acrescentou.

E quais as suas características?

“Jogo com o pé esquerdo, adoro ter bola, driblar e marcar golos mas o mais importante é o coletivo e eu venho para ajudar, concluiu.

Ould-Chikh é um dos valores emergentes do Futebol holandês. Na última época alinhou já pela formação sénior do Twente, clube onde se estreou na 1.ª Divisão Holandesa, tendo alinhado em 19 desafios e marcado um golo ao Heracles.

O jovem é também presença assídua na seleção, tendo representado os Sub-19 do seu país no último Europeu da categoria.

Ler Mais

Lateral luso “A evolução tem sido favorável”

O Sport Lisboa e Benfica encontra-se no Continente Americano a realizar uma digressão de pré-temporada. Depois da participação na International Champions Cup, onde as “águias” realizaram quatro desafios, segue-se a 8.ª edição da Eusébio Cup, a disputar em Monterrey na madrugada da próxima segunda-feira.

Ainda na Cidade do México, onde a comitiva se mantém devido às altas temperaturas que se fazem sentir em Monterrey, Eliseu fez um ponto de situação dos trabalhos.

“A evolução tem sido favorável, a equipa está a trabalhar bem. Os resultados não são os que nós queríamos mas a equipa tem mostrado entrosamento e estamos a adaptar-nos às ideias de um treinador novo. São diferentes das do ano passado mas acho que o grupo está a acatá-las bem”, começou por dizer, em declarações à Comunicação Social.

Instado a comentar as diferenças entre a temporada transata e a atual, o lateral é taxativo: “Diferenças? O ano passado já passou! Fomos Campeões e agora estamos a trabalhar bem para voltarmos a sê-lo, para conseguirmos o objetivo número um que é o Tricampeonato”. 

“O que falta? Continuarmos a trabalhar como temos feito até agora para chegarmos a dia 9 preparados para o jogo da Supertaça. Expetativas? Para já pensamos na Eusébio cup, queremos muito ganhá-la para dedicá-la ao grande Eusébio. Estamos focados primeiro nessa competição”, avançou Eliseu.

“Os resultados vão aparecer”
Apesar dos resultados desportivos não terem sido os mais desejados até ao momento, o lateral desvaloriza os mesmos em prol de um trabalho de base que tem sido levado a cabo. 

“Não há alarme nenhum. É sempre importante defrontarmos bons adversários, caso do PSG e da Fiorentina. Dão-nos outra qualidade de jogo que talvez não adquiríssemos com adversários mais fracos. Estamos a trabalhar bem, temos de estar focados, continuar a trabalhar e os resultados vão aparecer”, explicou.

Relativamente à sua titularidade no onze de Rui Vitória, Eliseu destaca o papel dos treinos e do trabalho diário ser determinante e refere que “todos partem da estaca zero”.

“Não sei. Estou a trabalhar para isso – treinador novo, jogadores novos, todos partimos da estaca zero, só temos de mostrar ao treinador durante a semana que queremos jogar”, concluiu Eliseu.

O SL Benfica viaja para Monterrey esta sexta-feira, seguindo-se, às 04h00 da madrugada de segunda-feira, horas de Portugal Continental, a disputa da 8.ª edição da Eusébio Cup frente ao CF Monterrey, no Estádio BBVA Bancomer.

Ler Mais

“Tenho a minha cabeça no Benfica”

No final do jogo com o Club América, que o Benfica venceu nas grandes penalidades, Gaitán garantiu só pensar no Bicampeão.

“No Futebol nada é garantido. Um dia estamos num clube e no outro dia estamos noutro. Já o disse várias vezes que tenho a minha cabeça no Benfica a 100%, estou muito contente. Há cinco anos que dizem que vou sair e ainda estou aqui”, reforçou.

A partida com os mexicanos foi no estádio Azteca, um estádio mítico para o Futebol e especial para o argentino. “Estou muito feliz por ter jogado neste estádio mítico. Quando estava no túnel reparei nas bandeiras do Benfica e do Boca Juniors e isso deixou-me contente. Para nós, argentinos, este estádio é especial, pois recordamo-nos de Maradona, que é um Deus para nós”, lembrou.

O próximo embate é com o CF Monterrey, às 4h00 de segunda-feira, a contar para a Eusébio Cup.
Ler Mais

Club América - SL Benfica, 0-0 (3-4) “Entrará sempre em campo um símbolo”

Foi com uma vitória obtida na marcação das grandes penalidades, depois do zero a zero no tempo regulamentar, que o SL Benfica fechou a participação na International Champions Cup com uma vitória frente aos mexicanos do Club América.

Uma vitória “justa”, que deixou Rui Vitória satisfeito, acima de tudo pela exibição dos seus jogadores.

"Foi um jogo no qual demos mais um passo para criar processos internos, para nos apresentarmos bem. Começamos bem e tivemos uma oportunidade, que foi o penálti, que não concretizamos e que se calhar daria outra tranquilidade para o resto do jogo. Mas isso pouco importa. Importa é que a equipa, de uma forma global, teve uma postura boa. Claro que não é fácil esta alternância de ritmo, além de estarmos a jogar a uma altitude considerável, por isso há aqui um conjunto de condicionantes que estamos a gerir. Mas estamos a fazê-lo bem. Tenho de dar os parabéns aos jogadores pela forma como estiveram em campo”, começou por analisar, em declarações à SportTV.

 

“Não foi perfeito, mas foi uma equipa personalizada a saber aquilo que estava a fazer. A defender bem e atacar bem, a sair com critério e com qualidade na circulação de bola. Se calhar no último jogo tivemos mais oportunidades e não concretizámos, mas acho que hoje se fez justiça nos penáltis, porque fomos a melhor equipa e merecíamos ganhar. Demos mais um passo neste processo, lançando e observando novos jogadores, que é para isso que cá estamos. Para preparar a equipa, mas também para observar o conjunto de jogadores que temos e trabalhar de forma tranquila, acrescentando sempre qualquer coisa. E, hoje, acho que conseguimos acrescentar qualquer coisa", acrescentou o técnico.

“A 9 de agosto estaremos preparados”
A pré-época serve essencialmente para instaurar processo, testar e olear a máquina. E esse trabalho tem vindo a ser feito de forma positiva.

"Naturalmente se começarmos a pensar, há um conjunto de jogadores que formam uma base. Mas até ao início das competições oficiais, aí decidiremos. Direi que há um corpo que se mantém estável. Vai ser uma base de trabalho e desta equipa. Mas todos os jogadores têm dado uma resposta fantástica. Hoje, na segunda parte, sem estar muito preocupado com o resultado, a querer ganhar, mas tencionando também dar minutos a jogadores, e as coisas correram bem nesse sentido. Estamos a preparar as coisas”, e atirou de forma taxativa que “Há aqui, ao mesmo tempo, um trabalho de observação, de preparação, pois não é fácil, visto serem 30 jogadores. Mas a 9 de agosto pensamos que estaremos preparados para as competições oficiais que vêm por aí", reiterou.

Esta tem sido uma digressão que tem submetido o coletivo a vários testes e dificuldades que extrapolam em larga escala as quatro linhas de jogo. Largas viagens, mudanças horárias, temperaturas muito elevadas e mais baixas, altitude acima dos 2 mil metros… mas o profissionalismo da estrutura está a responder.

"Uma das coisas que fizemos foi olhar para esta prova e tomar as melhores decisões em função do que existia. Tudo faremos para trabalhar da melhor forma. Esta prova traz uma grandeza ao Benfica. Os grandes clubes mundiais, hoje em dia, fazem este tipo de competições. Só nos temos de habituar a elas e prepará-las melhor, nomeadamente a estes períodos longos fora do nosso habitat. As decisões estão tomadas em relação ao planeamento: podia ser melhor por um lado... pior por outro", revelou.

"Há ilações a tirar”


A maré vermelha tem seguido e acompanhado de forma vibrante e intensa esta digressão e, por isso mesmo, Rui Vitória não esquece os adeptos.

"Há ilações a tirar. Viemos ao Canadá, México e Estados Unidos. Neste último local encontrámos os nossos emigrantes, que tanto nos apoiaram. Foi uma grande mensagem sobre o que é o Benfica e para os jogadores que chegaram e até mesmo para nós. Jogamos contra equipas fortes, numa competição forte. Há coisas muito boas a retirar. As coisas menos boas que possam existir: a mudança rápida de temperatura, as viagens, a altitude, sabíamos que seria assim. Temos um grupo de profissionais com grande qualidade, preparámos tudo e vamos minimizar todos esses efeitos para que a 9 de agosto estejamos preparados", finalizou.

“Estou contente com o empenho e trabalho da equipa”
 Questionado sobre a utilização mais regular de Carcela em relação aos outros reforços do grupo, o técnico elogiou o marroquino, mas deixou uma mensagem muito clara!

"É um jogador que chegou agora, como outros, como os jovens que se estão a integrar a nossa equipa. Faz parte de um processo. Tem qualidade, mas precisa naturalmente deste tempo de maturação. Vamos ver. Há caminhos que vão sendo feitos pelos jogadores e cada um vai tendo um processo diferente. Vamos ver como reagem à dimensão do Benfica. Mas o que tenho a dizer, de uma forma global, é que estou contente com o empenho e trabalho da equipa e só tenho a dar elogios. E tenho a certeza que vamos continuar. E, jogue quem jogar, entrará em campo uma equipa e um símbolo que é muito importante e grande. E isso é mais importante do que qualquer jogador", concluiu Rui Vitória.

Segue-se a Eusébio Cup
O Bicampeão Nacional fechou com esta vitória a sua participação na Internacional Champions Cup.

Derrota frente ao PSG (2-3), nulo com a Fiorentina no tempo regulamentar, decidido a favor dos “viola” na marcação das grandes penalidades (4-5), com os “encarnados” a serem derrotados frente aos New York Red Bulls (1-2), um resultado claramente enganador face ao produzido… é este o saldo até ao momento.

A digressão do Sport Lisboa e Benfica ao Continente Americano termina na madrugada da próxima segunda-feira, com a realização da 8.ª edição da Eusébio Cup, frente CF Monterrey (Estádio BBVA Bancomer).
Ler Mais

Club América - SL Benfica, 0-0 (3-4) “Estamos no caminho certo”

O SL Benfica fechou a participação na International Champions Cup com uma vitória frente aos mexicanos do Club América. Depois do nulo no tempo regulamentar, foi preciso recorrer às grandes penalidades e aí as “águias” lusas foram mais eficazes e venceram, por 3-4.

No final do desafio, e ainda em pleno relvado do mítico estádio Azteca, Ola John revelou que a presença nesta competição foi uma experiência importante e que ficará guardada na sua memória.

"Foi uma grande prova, uma grande experiência e estou feliz por ter cá estado. É uma experiência que nunca esquecerei. Serviu igualmente para ficar em forma para os próximos jogos", referiu o holandês que entrou aos 82’ para o lugar de Talisca.

“O trabalho está a ser bem feito”
Também Jardel falou à SportTV e fez à análise da partida. Apesar do saldo, ao nível de vitórias até ao momento não ser o mais desejado, o central desvaloriza os números e aponta as metas, ao mesmo tempo que afirma que a equipa caminha para o rumo certo.

"Estamos no caminho certo, apesar de não termos vencido nenhum dos jogos. Mesmo assim, isso não nos interessa. Interessa é o trabalho ser bem feito. Vamos entrosando-nos a cada jogo, conhecendo-nos cada vez mais, especialmente aos novos colegas. O trabalho está a ser bem feito e há que dar sequência. Agora vem aí um jogo importante, frente ao Monterrey, a contar para a Eusébio Cup", começou por dizer o central.

Instado a falar precisamente acerca da sua zona de intervenção, Jardel desvaloriza igualmente as saídas e reitera total confiança nos colegas.

"Temos trabalhado da mesma forma. O míster tem-nos passado a sua experiência, para a cada dia aperfeiçoarmos um pouco mais e fazer um bom trabalho. Tenho a certeza que o André Almeida, o Sílvio e o Nélson Semedo têm tudo para dar conta do recado. Temos de continuar nesse ritmo e estamos no caminho certo", disse.

Os automatismos estão a ser criados para que a equipa evolua e cresça… e isso consegue-se jogo a jogo.

"O que posso dizer é que estamos no caminho certo. Cada jogo é para vencer e vamos deixar a Supertaça para depois, visto ainda haver um jogo decisivo para Eusébio Cup, e há que focar nesse jogo", finalizou Jardel.

A digressão do Sport Lisboa e Benfica ao Continente Americano termina na madrugada da próxima segunda-feira (04h00), com a realização da 8.ª edição da Eusébio Cup, frente CF Monterrey (Estádio BBVA Bancomer).

Ler Mais

29-07-2015 05:10 Club América - SL Benfica, 0-0 (3-4) Vitória fecha International Champions Cup

Continua a digressão do SL Benfica no Continente Americano. Depois das passagens por Canadá e Estados Unidos da América, a equipa comandada por Rui Vitória está desde segunda-feira em território mexicano onde esta madrugada defrontou o Club América, emblema fundado a 12 de outubro de 1916, no 4.º e último desafio da InternationalChampions Cup.

Frente à equipa mais titulada do Futebol mexicano e já com maior bagagem competitiva neste momento uma vez que, inclusive, iniciou a disputa do Campeonato no último fim-de-semana, foi com ambição que as “águias” subiram ao relvado do mítico estádio Azteca (a mais de 2200 metros de altitude!), que já recebeu duas finais de Mundiais (1970 e 1986), onde Maradona marcou o golo que ficaria eternizado como a "mão de Deus".

 
Bom começo dos “encarnados”, perante uma assistência de 10373 espectadores, mas o primeiro grande sinal de perigo chegou das também “águias”, mas de sotaque mexicano, equipa orientada por Ignacio Ambriz. Darío Benedetto rematou forte e colocado ainda de fora da área, com o esférico a rasar o poste da baliza de Júlio César.

O Benfica não se atemorizou e começaram a ver-se alguns bons pormenores no processo de construção da equipa.

Aos 10’ pediu-se penálti, na sequência de um corte de Pimentel com o braço bem no coração da área depois de uma “maldade” de Carlcela, mas o árbitro mandou seguir; quatro minutos depois não houve dúvidas! Entrada duríssima de Alvarado sobre Gaitán e assinalada marca dos 11 metros por José Rojas.

Na conversão, Jonas rematou denunciado permitindo a defesa a Munoz… Oportunidade soberana desperdiçada para as “águias” lusas se colocarem na frente do marcador!

Até ao intervalo, com o ritmo de jogo a baixar, destaque para dois bons remates de Carcela e Jonas, mas o nulo manteve-se.

Nulo obriga às grandes penalidades
Reinício de jogo à semelhança do início, com Júlio César a sair da baliza, para impedir o golo de Osvaldo Martínez que se isolava na esquerda. Começavam melhor as “águias” mexicanas, mas André Almeida deu a resposta. O lateral surge solto na direita, mas o guarda-redes, Munoz, sai rápido e impede o tento.

Com o passar dos minutos, e apesar da alguma frescura trazida pelas muitas substituições, o ritmo e intensidade esmoreceram cada vez mais e o jogo tornou-se mais quezilento, com os mexicanos a usarem e abusarem das entradas duras.

Na sequência de um desses lances, depois de uma pisadela no calcanhar do grego Samaris, Burón recebe ordem de expulsão, com o América a jogar em inferioridade numérica a partir do minuto 70’.

Com o desgaste não há tática que resista e o desafio acabou por partir, surgindo então um par de boas oportunidades para ambos os lados mas sem consequências de maior. O jogo arrastou-se até às grandes penalidades e aí o Benfica foi mais eficaz. Vitória, por 4-3, com golos de Cristante, Nuno Santos, Samaris, e Jonathan Rodríguez. Gaitán desperdiçou mas Ederson defendeu uma ocasião e Carlos Rosel rematou por cima da baliza.

O Sport Lisboa e Benfica alinhou com Júlio César (Ederson, 82’); André Almeida (Sílvio, 65’), Luisão (João Teixeira, 82’), Jardel e Eliseu (Marçal, 46’); Fejsa (Samaris, 65’), Pizzi (Cristante, 65’), Talisca (Ola John, 82’), Gaitán e Carcela (Nuno Santos, 46’); Jonas (Jonathan Rodríguez, 65’).

Segue-se a Eusébio Cup
O Bicampeão Nacional fecha assim com a vitória neste desafio a sua participação na International Champions Cup.

Derrota frente ao PSG (2-3), nulo com a Fiorentina no tempo regulamentar, decidido a favor dos “viola” na marcação das grandes penalidades (4-5), com os “encarnados” a serem derrotados frente aos New York Red Bulls (1-2), um resultado claramente enganador face ao produzido… é este o saldo até ao momento.

A digressão do Sport Lisboa e Benfica ao Continente Americano termina na madrugada da próxima segunda-feira, com a realização da 8.ª edição da Eusébio Cup, frente CF Monterrey (Estádio BBVA Bancomer) um jogo que será o derradeiro teste antes do regresso a Portugal e da Supertaça, agendada para dia 9 de agosto.
Ler Mais

Sorteio foi esta segunda-feira Juniores já conhecem calendário

As equipas que participam nos Campeonatos Nacionais de Juniores A ficaram a conhecer os destinos para a época de 2015/16 em sorteio realizado esta segunda-feira.

O Campeonato Nacional de Juniores da 1.ª Divisão tem início no próximo dia 15 de agosto. Na Zona Sul (12 equipas) na ronda inaugural, o SL Benfica desloca-se à Cidade do Lis, onde vai defrontar a União de Leiria.

Os dérbis “alfacinhas” estão agendados para a 8.ª e 19.ª jornada, sendo que o primeiro embate está marcado para 3 de outubro, em Alcochete, casa dos “leões”.
Ler Mais

Lima vai representar o Al-Ahli “A Mística e a Alma do Benfica arrepiam-me”

Rodrigo José Lima dos Santos vestiu a camisola do SL Benfica durante as últimas três temporadas. Marcou 144 golos e ajudou o Glorioso a conquistar seis títulos: dois Campeonatos Nacionais (2013/14, 2014/15), uma Taça de Portugal (2013/14), duas Taças da Liga (2013/14, 2014/15) e uma Supertaça (2014/15).

O avançado brasileiro, natural de Monte Alegre, despede-se do SL Benfica rumando ao Al Ahli, clube dos Emirados Árabes Unidos que pagou sete milhões de euros pelo até então camisola 11 das “águias”.

Numa extensa entrevista concedida à BTV, a emoção marcou o adeus de Lima. “Tristeza”, uma “sensação estranha”, mas acima de tudo um enorme sentimento de gratidão.

“Sinto-me estranho por ter de me despedir. Sinto uma certa tristeza, porque foram grandes momentos aqueles que vivi no Benfica, mas a vida é assim. Surgiu esta proposta e aconteceu tudo super rápido, até fui apanhado de surpresa. Despeço-me hoje de um grande Clube. Vou ser sempre Benfiquista e vou sentir saudades!”, afirmou.

O avançado viveu momentos inesquecíveis de “águia ao peito” e o carinho da estrutura e dos adeptos é algo que nunca esquecerá.
“Dediquei-me sempre de corpo e alma e fico contente por ficar na História do Benfica, pelos golos que marquei e pelo Bicampeonato. Fazer parte de um grande clube como o Benfica é o realizar de um sonho de criança. Deixei marca aqui, num Clube enorme”, disse, garantindo de imediato que “não é um adeus, é um até já”.

“Sinto um carinho enorme por todos os adeptos! Vou levá-los para a vida. A Mística e a Alma do Benfica arrepiam-me. Os momentos que vivi, como no Marquês, com todas aquelas pessoas, não tem como me esquecer”, revelou de voz embargada.

“É difícil mas tenho de seguir este caminho, uma nova etapa”
Olhando para a forma como todo este processo se desenrolou, Lima confessou que esta era uma proposta irrecusável, um novo desafio que não poderia recusar.

“Acho que a maior parte dos adeptos vai entender: o lado financeiro pesou. Não vou ser hipócrita, claro que o lado financeiro pesou. Tenho 32 anos, não sou nenhum menino e, sendo a carreira curta, tinha de aproveitar. Além disso, o Dubai é um sítio bom para se viver. Vou para conhecer outro campeonato, que não tem as mesmas dimensões do português e das competições europeias, mas vou para um novo desafio. Vou encará-lo sendo profissional e dedicar-me como me dediquei ao Benfica”, disse.

Tudo aconteceu de forma muito rápida e Lima faz questão de realçar o apoio que mais uma vez sentiu do presidente, Luís Filipe Vieira, a quem fez questão de deixar um sentido agradecimento.

“Foi super compreensivo. Entendeu a situação, o meu lado e o do Benfica. Vou agradecer-lhe sempre. Foi um dos que apostou em mim, acreditou sempre em mim apesar de algumas pessoas terem duvidado. Vou-lhe ser sempre grato. Mesmo agora disse-me que era uma pena sair e perguntou se queria mesmo fazê-lo, se não quisesse ele não deixava. É difícil mas tenho de seguir este caminho, uma nova etapa”, explicou o goleador.
“O Benfica tem tudo para manter a hegemonia”
A equipa “encarnada” encontra-se em plena digressão no Continente Americano, onde o treinador, Rui Vitória, tem retirado as primeiras ilações do grupo. Apesar do pouco tempo de trabalho com o técnico, Lima acredita que o mesmo tem todas as condições para levar o Benfica à conquista do Tricampeonato.

“O novo treinador tem capacidade para levar o Benfica ao Tricampeonato. Vai encontrar um grupo trabalhador, que gosta de ganhar e isso vai facilitar. Saíram alguns jogadores mas há boas referências na equipa, jogadores que vivem o Clube há muito tempo. O Benfica tem tudo para manter a hegemonia e continuar a ser o grande clube que é”, concluiu Lima.
Ler Mais

Internacional Champions Cup SL Benfica já está no México

Continua a digressão do SL Benfica no Continente Americano. Depois das passagens por Canadá e Estados Unidos da América, a equipa comandada por Rui Vitória está desde esta segunda-feira em território mexicano.

O Bicampeão Nacional disputa a Internacional Champions Cup e até ao momento já realizou três desafios.

Derrota frente ao PSG (2-3), nulo com a Fiorentina no tempo regulamentar, decidido a favor dos “viola” na marcação das grandes penalidades (4-5), com os “encarnados” a serem derrotados frente aos New York Red Bulls (1-2), um resultado claramente enganador face ao produzido.

A pré-época é para isto, treinar, melhorar e corrigir os erros, citando uma ideia reiterada pelos jogadores que têm feito até ao momento um balanço muito positivo dos trabalhos da pré-temporada.

Rui Vitória tem tirado as devidas ilações, dado minutos aos jogadores, instaurando processos e a evolução, não obstante os resultados (que nesta fase são o menos importante), tem sido notoriamente positiva. “É assim que as equipas crescem”, afirmou o técnico.

Neste momento a comitiva já se encontra no México e, inclusive, já efetuou o habitual treino de adaptação ao relvado do Estádio Azteca, onde na madrugada de quarta-feira, às 03h00 de Portugal Continental, terá pela frente o Club América, no 4.º e derradeiro desafio na Internacional Champions Cup.

O recinto tem lotação máxima para 95 mil espectadores, e deverá receber uma casa muito perto dos 70 mil para o encontro.

À semelhança dos desafios anteriores, o Site Oficial vai acompanhar as principais incidências antes, durante e após o jogo, portanto, já sabe… siga tudo aqui!
Ler Mais

Pela 1.ª vez no estrangeiro… Eusébio Cup é na BTV!

Pela primeira vez, a Eusébio Cup será disputada fora do Estádio da Luz. A oitava edição da prova será realizada no México, no Estádio BBVA Bancomer, casa do Club de Fútbol Monterrey, na madrugada de segunda-feira, às 04h00 da madrugada… uma partida que terá transmissão em direto na BTV e poderá acompanhar as principais incidências no Site Oficial.

A digressão do Sport Lisboa e Benfica ao continente Americano termina com este jogo que será o derradeiro teste antes do regresso a Portugal e da Supertaça.

O Club de Fútbol Monterrey é a equipa onde Eusébio da Silva Ferreira espalhou a sua magia nos anos 70, ao representar os Rayados, nome pelo qual é conhecido este grande emblema mexicano, fundado no dia 27 de junho de 1945 e que acaba de cumprir o seu 70.º aniversário.

O jogo tem ainda a particularidade de assinalar um momento histórico e de grande significado para o CF Monterrey com a inauguração do seu magnífico novo estádio, um recinto que terá capacidade para 51000 espectadores.

Este motivo, aliado à circunstância de homenagear a memória do melhor jogador português de todos os tempos, num país onde viveu e no clube que representou, foram decisivos para a opção da Eusébio Cup viajar até ao Continente Americano.

Curiosamente, as duas equipas já se defrontaram no México em julho de 1974. No Estádio Universitário, o Benfica orientado por Milorad Pavic venceu, por 4-2.

Criada em 2008, a Eusébio Cup visa homenagear um dos melhores futebolistas de todos os tempos e a maior referência da longa e rica história do Sport Lisboa e Benfica, um dos maiores clubes do Mundo.

O CF Monterrey é o segundo clube do continente americano a participar na Eusébio Cup depois dos brasileiros do São Paulo em 2013.
Inter de Milão, AC Milan, Tottenham, Arsenal, Real Madrid e Ajax, foram os restantes clubes que contribuíram para prestigiar este troféu.

Ler Mais

Com 8 jovens da Formação Andebol inicia os trabalhos terça-feira

A equipa de Andebol do SL Benfica inicia os trabalhos da nova época terça-feira. Na sequência da forte aposta na Formação do Clube, serão oito os jovens que farão a pré-época com os Seniores, sendo que durante a temporada 2015/16 oscilarão entre os jogos na Equipa A e na Equipa B.

Gonçalo Ribeiro, Augusto Aranda (Telinho), Gustavo Capdeville, Hugo Freitas, Valter Soares, Ricardo Ferreira, João Martins e Francisco Pereira juntam-se assim aos demais atletas aos comandos do treinador Mariano Ortega.

Os trabalhos prosseguem nos próximos dias com a realização dos habituais testes médicos e físicos.

A equipa de Andebol do SL Benfica arranca o Campeonato Nacional 2015/2016 com a receção ao ISMAI. A 1.ª jornada da primeira volta da Fase Regular está marcada para o dia 5 de setembro.
Ler Mais

Campeonato de Portugal Dezassete Campeões de Portugal são do Benfica!

545 atletas em representação de 101 clubes participam este-fim-de-semana, 25 e 26 de julho, no Campeonato de Portugal de Atletismo, prova cuja 100.ª edição decorre no Estádio Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria.

Ao cabo das duas jornadas, são dezassete os atletas do SL Benfica que se sagraram Campeões de Portugal (ver lista em baixo).

Com 42 títulos de campeão em disputa nas 21 disciplinas que compõem o programa dos campeonatos em casa setor, masculino e feminino, Ricardo dos Santos do Benfica foi o único atleta a dobrar nestes campeonatos, vencendo os 200 e os 400 metros.
 
No primeiro dia de provas, o destaque vai para as vitórias de Yazaldes Nascimento e Nelson Évora, que obtiveram o pódio de forma natural nas respetivas categorias.

Yazaldes Nascimento venceu nos 100 metros, com 10,32 segundos; Nelson Évora alcançou o 1.º lugar do pódio no Triplo Salto, mas apenas com 16,39 metros, numa prova prejudicada pelo vento contrário.

“O objetivo era ganhar e, embora não tenha partido bem e não tenha feito uma prova ideal, foi um bom teste. Já estou a trabalhar com vista ao Mundial”, referiu Yazaldes que no próximo sábado competirá no Meeting da Maia, seguindo-se depois um estágio em Melgaço, antes do Mundial, onde o objetivo é claro: “fazer um tempo que dê para entrar na preparação olímpica (10,12) e passar às meias-finais, fazendo depois um tempo que me permita ficar entre os 16 melhores”.

“As condições não estavam boas, com vento algo irregular. Só a partir do 4.º ensaio comecei a colocar melhor os saltos e a ter melhores sensações. Mas o balanço foi positivo, até porque já estou em fase de treino específico para o Campeonato do Mundo. Agora só vou pensar no Mundial, que será a próxima prova. Quero lutar pelas medalhas. Ainda terei algum tempo para melhorar pormenores técnicos. Agora é altura de acreditar”, revelou Nelson Évora.

No Lançamento do Peso, Tsanko Arnaudov, venceu com 19,79 metros, com Marco Fortes, a obter o 2.º lugar, com 19,75, a escassos quatro centímetros.

Ruben Miranda foi o grande vencedor do Salto à Vara, com 5,35 metros e Diogo Ferreira (5,25) foi 3.º.  Miguel Moreira foi 2.º na prova dos 1500m; Rui Pinto venceu os 5000m; Vítor Ricardo dos Santos foi o natural vencedor dos 400m, com 47,05.

“Acabar era o objetivo. Estive lesionado até há pouco tempo, ainda não estou a cem por cento e há poucas semanas nem teria acabado. Foi um ano mau, mas aprende-se sempre para ficar mais forte Agora vou começar a pensar na próxima. Começarei a treinar em Outubro, tendo em vista, primeiro, o Mundial de pista coberta”, disse Vítor Ricardo dos Santos.

No setor feminino Teresa Carvalho (6,01), no Salto em Comprimento obteve o 2.º lugar do pódio e Cátia Santos foi 3.ª nos 100 metros.
Na segunda jornada, o destaque vai para Ricardo dos Santos, vencedor dos 200 metros, com 21,04 segundos. O atleta do Benfica derrotou David Lima, que gastou 21,10 segundos.

Dulce Félix foi 2.ª classificada nos 5.000 metros, com 16.05,07. Regressado de lesão, Marcos Chuva regressou venceu o salto em comprimento com 7,37 metros.  

Os campeões de Portugal 2015
100 m –  Yazaldes Nascimento (Benfica) -  10.32 segundos (v:+1,6m/s) 
200 m - Ricardo dos Santos (Benfica) - 21.04 segundo (v:+1,3 m/s) 
400 m –  Ricardo Santos (Benfica)  - 47.05 segundos
800 m - Sandy Martins (NL) - 1:51.58 minutos
1500 m –  Paulo Rosário (Maratona) - 3:56.25 minutos
5000 m –  Rui Pinto (Benfica) - 14:17.80 minutos
110 m barreiras - Rasul Dabó (Benfica) - 14.26 segundos (v:-0,1m/s)
400 m barreiras - Diogo Mestre (Benfica) - 52.11 segundos
3000 m obstáculos - Miguel Borges (Benfica) - 9:06.06 minutos
Altura - Paulo Conceição (Benfica) - 2.16 metros
Vara –  Rubem Miranda (Benfica) - 5.35 metros
Comprimento - Marcos Chuva (Benfica) - 7.37 metros (v:-1,4m/s)
Triplo –  Nelson Évora (Benfica) - 16.39 metros (v:-0,2m/s)
Peso –  Tsanko Arnaudov (Benfica) - 19.79 metros
Disco - Jorge Grave (Benfica) - 58.22 metros
Dardo –  Tiago Aperta (Benfica) - 66.65 metros
Martelo - Dário Manso (Sporting)- 69.09 metros
10000 m marcha – João Vieira (Sporting) - 41:20.75 minutos
4x100 m –  J.Vidigalense - 44.06 segundos
4x400 m - AA Pinhalnovense - 3:20.90 minutos
Decatlo - Samuel Remédios (Benfica) - 6924 pontos
As campeãs de Portugal
100 m  –  Olímpia Barbosa (Sporting) - 11.99 segundos (v:0,0 m/s)
200 m  - Rivinilda Mentai (Benfica), 23.89 segundos (v:+0,5 m/s)400 m –  Cátia Azevedo (Sporting)-  53.80 segundos
800 m - Salomé Afonso (Sporting) -  2:07.62 segundos
1500 m –  Joana Costa (Sporting) - 4:32.59 minutos
5000 m - Sara Moreira (Sporting) - 16:01.07 minutos
100 m barreiras - Eva Vital (Benfica) - 13.82 segundos (v:-0,5m/s)400 m barreiras - Andreia Crespo (ACRSD) - 58.96 segundos
3000 m obstáculos -  Joana Soares (J. Serra) - 10:21.47 minutos
Altura –  Anabela Neto (Sporting) - 1.80 metros
Vara - Marta Onofre (Sporting) - 4.25 metros
Comprimento –  Shaina Mags (Sporting) - 6.10 metros (v:+0.4 m/s)
Triplo - Patrícia Mamona (Sporting) - 13.68 metros (v:-0.4m/s)
Peso - Ophélie Oliveira (JV) - 12.89 metros
Disco –  Irina Rodrigues (Sporting) - 56.30 metros
Martelo –  Vânia Silva (Sporting) - 61.53 metros
Dardo - Sílvia Cruz (Sporting) - 45.49 metros
10.000 m marcha – Ana Cabecinha (CO Pechão) - 43:19.12 minutos
4x100 m –  Escola do Movimento - 51.03 segundos
4x400 m - GRECAS -  4:19.20 minutos
Heptatlo - Lecabela Quaresma (Sporting) - 5321 pontos
Ler Mais

Avançado de 22 anos Lolo Plá emprestado ao Cádiz até ao fim da época

O Sport Lisboa e Benfica chegou a acordo com o Cádiz para o empréstimo do avançado espanhol, Lolo Plá, até ao fim desta época.

O jogador de 22 anos chega assim ao clube do sul de Espanha por empréstimo do SL Benfica, onde disputará o terceiro escalão do Futebol do País vizinho.

Lolo Plá é jogador do SL Benfica desde 2013/14 onde alinhou na Equipa B aos comandos de Hélder Cristóvão. Na temporada transata esteve emprestado ao Lugo, seguindo agora para Cádiz.
Ler Mais

«Queremos estar bem para quando começarem os jogos a valer» - Paulo Lopes

O guarda-redes Paulo Lopes, 37 anos, acredita que o jogo desta noite, frente aos New York Red Bulls, será mais um bom teste para afinar a equipa do Benfica.

«Jogando com os melhores ficamos mais fortes, que é o nosso objetivo. Queremos estar bem para quando começarem os jogos a valer», opinou o guarda-redes em declarações à BTV, dizendo sentir-se bem para continuar a ajudar o clube. 

«Sinto-me preparado todas as épocas. Depois há as opções, que temos de respeitar, já que acima de tudo temos de pensar no Benfica», disparou o veterano, garantindo que o grupo está a articular-se bem com a nova equipa técnica. 

«Queremos aprender mais, ganhar mais e é com esse intuito que trabalhamos todos os dias», assumiu, garantindo estar a ajudar na integração de Ederson e feliz por Júlio César lhe ter elogiado a condição física. «Já foi considerado o melhor do mundo. É um exemplo em todos os treinos e jogos. Fez história a ganhar tudo», elogiou.
Ler Mais

2.º Aniversário comemora-se este domingo Parabéns Museu Benfica – Cosme Damião!

O Museu Benfica – Cosme Damião completa dois anos de existência este domingo, anos marcados por vários prémios e muita Mística.

Idealizado, construído, inaugurado e premiado. Em poucas palavras, este podia bem ser o resumo do caminho do Museu Benfica – Cosme Damião nos últimos anos. Enquanto espaço físico ainda tem pouco tempo de existência, mas a verdade é que tem marcado a sua posição de forma vincada no panorama cultural do nosso País.

Desde a sua inauguração, a 26 de julho de 2013, que o Museu do nosso Clube tem vindo a oferecer vários motivos de interesse a todos os que o visitam, sejam Benfiquistas, adeptos do mundo do Futebol ou simples admiradores do Clube da Luz.

A força da marca Benfica é, assim, também muito visível ao nível das nacionalidades que passam pelo espaço durante o ano, tornando-o numa passagem obrigatória para quem visita a cidade de Lisboa.

A História de mais de 100 anos do Clube ganhou forma, numa obra ímpar e muito desejada por todos os Benfiquistas. Ao longo de dois anos, o Museu percorreu um longo caminho, conseguiu alcançar marcas importantes e transpôs todas as barreiras…. Mais de 120 mil pessoas já visitaram e revisitaram um espaço ímpar com inolvidáveis peças em exposição, entre as quais, troféus, camisolas e relíquias que passam em revista a História do Glorioso e de Portugal.

E se já havia motivo, por si só, para conhecer o Museu Benfica – Cosme Damião, as distinções que aconteceram nestes últimos 12 meses são mais uma razão para vir até à Luz.

A eleição de Melhor Museu Português e Melhor Aplicação de Gestão e Multimédia por parte da Associação Portuguesa de Museologia (APOM) demonstram que a qualidade e a capacidade de inovação são inerentes ao espaço que reúne os grandes momentos da história do Sport Lisboa e Benfica.

E muitas histórias foram contadas a crianças durante o último ano. Talvez, por isso, também tenha vencido os Pumpkin Awards na categoria de "Melhor Museu para as Crianças de Portugal".

Mas também dentro do próprio Clube, na entrega dos Galardões Cosme Damião, o Museu foi distinguido. O vice-presidente Alcino António foi quem recebeu a distinção relativa a Projeto do Ano.

Entre as inúmeras visitas que o espaço teve, há duas que merecem especial destaque. A primeira aconteceu no final de março e assinalou a marca redonda do visitante número 100 mil. A segunda teve lugar no dia em que o Benfica anunciou a Fly Emirates como patrocinador das camisolas da equipa principal para os próximos três anos. A comitiva deste importantíssimo parceiro conheceu por dentro aquele que já é um autêntico ex-líbris da capital.

A visitar, sem dúvida, é que o Museu Benfica – Cosme Damião é já uma passagem obrigatória para quem visita Lisboa!


Ler Mais

«Com os magos» – Jonathan Rodriguez

O jovem avançado uruguaio Jonathan Rodriguez (Benfica) elogiou, nas redes sociais, os dois companheiros Nicolas Gaitán e Lisandro López.

«Com os magos», escreveu Jonathan Rodríguez, na rede social «Instagram».
Ler Mais

Campeonato de Portugal Yazaldes Nascimento e Nelson Évora em destaque

545 atletas em representação de 101 clubes participam este-fim-de-semana, 25 e 26 de julho, no Campeonato de Portugal de Atletismo, prova cuja 100.ª edição decorre no Estádio Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria.

No primeiro dia de provas, o destaque vai para as vitórias de Yazaldes Nascimento e Nelson Évora, que obtiveram o pódio de forma natural nas respetivas categorias.

Yazaldes Nascimento venceu nos 100 metros, com 10,32 segundos; Nelson Évora alcançou o 1.º lugar do pódio no Triplo Salto, mas apenas com 16,39 metros, numa prova prejudicada pelo forte vento.

No Lançamento do Peso, Tsanko Arnaudov, venceu com 19,79 metros, com Marco Fortes, a obter o 2.º lugar, com 19,75, a escassos quatro centímetros.

Ruben Miranda foi o grande vencedor do Salto à Vara, com 5,35 metros e Diogo Ferreira (5,25) foi 3.º.  

No setor feminino Teresa Carvalho (6,01), no Salto em Comprimento obteve o 2.º lugar do pódio.

A competição tem amanhã a sua 2.ª e derradeira jornada.

Ler Mais

Parceria!!!

 
Benfica Glorioso © 2011 \2015