© 2011\2015 Benfica Glorioso. (E PLURIBUS UNUM 1904)Benfica Glorioso

*SEJA BEM-VINDO*
SAUDAÇÕES BENFIQUISTAS!!!
* E PLURIBUS UNUM *
Sou do Benfica Isso me envaidece Tenho a genica Que a qualquer engrandece Sou de um clube lutador Que na luta com fervor Nunca encontrou rival Neste nosso Portugal

Clique aqui Para Entrar No Site →
Benfica
«««Final - Taça da Liga SL Benfica vs. Marítimo sexta-Feira, 29-05-2015 19h45«««

Receba Noticias via Email
Emblema Benfica

Casas do Benfica

Cosme Damião

 facebook  twitter  youtube  feed
1 2 3 4

Benfica TV Online em Direto

Link 1 Clique Aqui ☚ Link 2 Clique Aqui ☚

SL Benfica - Marítimo Juntos na Final da Taça da Liga!

Após os festejos da conquista do Bicampeonato, as atenções centram-se agora na Taça da Liga. O SL Benfica encontra o Marítimo, esta sexta-feira, 29 de maio, no estádio Cidade de Coimbra (19h45) e toda a ajuda será pouca!

A venda de bilhetes está aberta ao público, nos locais habituais.

Categoria 1 – 25€ | Categoria 2 – 20€ | Categoria 3 – 15€ 
Obrigatório ter a quota de Março de 2015 paga. 
Venda de um bilhete por cartão. Limite máximo de quatro cartões por pessoa.
Ler Mais

Carlos Xistra apita Final da Taça da Liga

Carlos Xistra, árbitro internacional de Castelo Branco, dirige na próxima sexta-feira a Final da Taça da Liga entre SL Benfica e Marítimo, agendado para o Estádio Cidade de Coimbra pelas 19h45, segundo anunciou esta segunda-feira o Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol.

Carlos Xistra, de 41 anos, terá como árbitros assistentes Luís Marcelino e Alexandre Freitas, enquanto Vasco Santos será o quarto árbitro.
Ler Mais

Lista divulgada esta segunda-feira Benfica domina “onze” ideal da UEFA

São seis os jogadores do SL Benfica – Júlio César, Luisão, Jardel, Pizzi, Gaitán e Jonas – que integram o “onze” ideal da Liga NOS escolhido pela redação portuguesa da UEFA.com. Terminado o Campeonato, com a conquista do segundo título consecutivo, o SL Benfica domina, naturalmente, a lista.

“Na baliza, Júlio César assumiu a titularidade no Benfica à quarta jornada. Foram inúmeras as intervenções de grande classe efetuadas ao longo da época, muitas delas decisivas para a conquista do título”, pode ler-se no site oficial da UEFA sobre o internacional brasileiro.

O capitão Luisão, que lidera o grupo dentro e fora das quatro linhas, foi descrito pelo órgão como “igual a si mesmo, liderando a equipa a partir de trás com a tranquilidade de sempre e tendo ainda tempo para assinar quatro golos na Liga.”

O bom nível de Jardel no eixo da defensiva do Benfica foi bem destacado. “A seu lado [Luisão], Jardel conquistou em definitivo os adeptos, mostrando-se mais consistente a cada jogo que passava e marcando um dos golos mais importantes da época, aquele que, no Estádio José Alvalade, já no período de descontos, valeu ao Benfica a conquista de um precioso ponto na visita ao rival Sporting Clube de Portugal”, lê-se na página.

A redação portuguesa da UEFA.com considerou ainda Pizzi “fundamental para a conquista do Bicampeonato”. “O internacional português, habituado a jogar como extremo, não estranhou o lugar e assumiu o comando do meio-campo das "águias" ao longo de toda a segunda volta”, destacam.

O extremo argentino de 27 anos, que chegou à Luz em 2010, tem dado nas vistas pela sua “magia”: “Nicólas Gaitán alinhou em 27 partidas no ataque do Benfica na Liga portuguesa esta época e, com a magia de sempre, foi o rei das assistências da prova, fazendo 12 passes para golo.”

Esteve até ao último minuto na luta para ser o melhor marcador da I Liga. E teria sido, não fosse o golo mal anulado na última jornada com o Marítimo. Jonas, goleador nato, mereceu os elogios do UEFA.com. “Jonas, por seu lado, no seu primeiro ano de "águia" ao peito foi o matador de que o Benfica precisava, fazendo esquecer por completo Óscar Cardozo ao apontar 20 golos na prova”, sublinham.

Ler Mais

“Título que celebra o Benfica no Mundo”

Luís Filipe Vieira discursou esta tarde aquando da receção do Bicampeão na Câmara Municipal de Lisboa. Leia aqui a intervenção na íntegra.

“Quero começar por agradecer as suas palavras. Mas, mais do que isso, agradecer-lhe a sua correção e a frontalidade que demonstrou durante a última semana.

O carácter das pessoas vê-se nas dificuldades, e o carácter de V.Exª ficou à vista de todos nestes dias. Quero, por isso, dar aqui público testemunho de que tenho orgulho por V. Exª ser o presidente da Câmara de Lisboa.

Há um ano, quando aqui estivemos – e o presidente era o Dr. António Costa, para quem quero também enviar uma saudação especial –, assumi o meu compromisso em tudo fazer para poder ganhar o direito de aqui voltar este ano.

Fizemo-lo, e fizemo-lo com mérito, com o querer e a paixão que só os grandes campeões têm. Fizemo-lo porque acreditámos no trabalho desenvolvido e porque tivemos o apoio do maior e melhor manto do Mundo: os nossos sócios e adeptos.

Permita-me, Sr. Presidente, apesar de estarmos nos Paços do Concelho de Lisboa, que diga – porque é o que sinto – que este título é de Portugal, de norte a sul. Este título não foi ganho contra ninguém, nem exclui ninguém. Este título é de todos!

Mais, o Sport Lisboa e Benfica é um Clube agregador da lusofonia, que vive muito para além das fronteiras de Portugal. Este título foi celebrado em todo o mundo, nas nossas comunidades de emigrantes, em África, no Brasil ou em Timor. É um título que celebra o Benfica no Mundo, e tenho nisso um enorme orgulho!

É um título que celebra o Futebol, a Mística e a História de um clube que, honrando a memória dos seus fundadores, volta a trilhar os caminhos do sucesso.

Este título não pertence a ninguém individualmente. Ele só pode ser celebrado de forma coletiva, porque foi um título que resultou do trabalho de todos.

E, quando digo todos, incluo os que nos acompanharam em cada fim de semana no Estádio ou fora dele, que nos apoiaram nos bons, mas também nos momentos menos felizes!

Gostaria, a terminar, de dizer que não há violência que se possa desculpar, que este título não fica refém de uma minoria de arruaceiros que, nada tendo que ver com o Futebol, mancharam a festa de celebração no Marquês. Mas o que aconteceu nesse domingo não retira o brilho, o mérito nem o valor desta conquista.

O que devemos reter são as seis horas de festa, as famílias e crianças que celebraram no Marquês, o mar de gente que de forma espontânea se concentrou no centro da cidade.

É isso que importa reter, porque tão condenável como a violência é a demagogia dos que só criticam e nunca reconhecem o trabalho e o esforço realizados.

O Marquês continuará a ser o palco onde o Benfica celebrará, porque somos livres de festejar no local mais emblemático da cidade que nos viu nascer!

Somos líderes no capítulo desportivo, sérios no âmbito económico, interventivos no capítulo social.

E pode ter a certeza, Sr. Presidente, de que tudo o que recebemos da cidade devolvemos em dobro. Não se preocupe com o ruído que nasce de tempos a tempos, o Benfica é um clube sério que reclama apenas o direito de poder continuar a dar à cidade instalações para a prática desportiva e o apoio aos seus jovens mais carenciados. O Sport Lisboa e Benfica é muito mais que uma equipa de Futebol.

Peço-lhe, Sr. Presidente, que nunca se esqueça disto!

Tal como no ano passado, fica aqui o meu compromisso de tudo fazer para na próxima época voltar a festejar no Marquês e regressar a esta casa para celebrar a conquista de mais um título.

Viva o Benfica!”
Ler Mais

XX Gala dos Globos de Ouro Melhor Treinador de 2014

Jorge Jesus conquistou Globo de Ouro, na categoria de Melhor Treinador de 2014. Telma Monteiro venceu prémio de Melhor Desportista Feminino.

Jorge Jesus conquistou, durante a XX Gala dos Globos de Ouro, realizada este domingo, o galardão de Melhor Treinador de 2014.

O treinador que se sagrou Bicampeão Nacional ao serviço do SL Benfica estava nomeado juntamente com Ana Hormigo (judo), Luís Duarte (hóquei em patins) e Pedro Rufino (ténis de mesa).

Na categoria de Melhor Desportista Feminino, Telma Monteiro foi a premiada. Este é o terceiro Globo de Ouro para Telma Monteiro, que já tinha vencido em 2010 e 2011.

Na mesma categoria estavam nomeadas Filipa Martins (ginástica artística), Sara Moreira (atletismo) e Teresa Almeida (bodyboard).

Ler Mais

Gaitán satisfaz curiosidade de Maxi: «Tenho contrato e espero ficar»



Questionado por Maxi Pereira se vai ou não continuar no Benfica na próxima época, Nico Gaitán não fugiu ao repto do amigo uruguaio.

«Tenho contrato até 2018, não sei... Espero que continuemos os dois juntos neste grande clube e a alimentar esta grande amizade», desejou o extremo argentino, em declarações prestadas à BTV nos festejos do bicampeonato no relvado do Estádio da Luz.

«É uma sensação muito linda, pensas no título no início da época e é muito lindo quando o alcanças. Os adeptos estão muito contentes, há muito tempo que não ganhavam dois campeonatos seguidos. Falta uma final para vencermos mais um título. O Benfica é um clube que tem de ganhar e estar o mais alto possível», realçou.

Gaitán puxou a fita atrás e recordou o momento em que decidiu atravessar o Atlântico para jogar de águia ao peito.

«Quando saí do Boca não queria vir para o Benfica nem para outro clube. Acabei por decidir vir porque tinha objetivos e metas e a verdade é que evolui muito e sinto-me muito feliz»
Ler Mais

«Este clube é de mais» - Júlio César

Depois do banho de multidão no Marquês de Pombal, Júlio César voltou a mostrar-se rendido à dimensão do Benfica nos festejos do bicampeonato no final do jogo com o Marítimo, no Estádio da Luz.

«Quero agradecer a esta família por tudo o que me proporcionou, nunca vivi algo assim. Portugal é um País maravilhoso, Lisboa uma cidade linda e o SLB é de mais! Não via o momento de conquistar um título aqui e ir ao Marquês!», exultou o guarda-redes brasileiro, na BTV, em resposta a uma pergunta colocada por...Luisão.
Ler Mais

«O problema não é dinheiro» - Maxi



Em final de contrato com o Benfica, Maxi Pereira não sabe o que vai acontecer no futuro mas garante que se sente bem na Luz e que não se imagina a jogar noutro clube.

«Na verdade, sempre me senti muito grato e não tenho palavras para agradecer, não me imagino a jogar noutra equipa. Mas ainda não falei com o presidente [Luís Filipe Vieira], estava à espera de ser campeão. Agora vai haver tempo para decidir o futuro, mas não tenho palavras para agradecer a forma como sempre me trataram aqui», disse o uruguaio, vincando que dinheiro não é a questão que o afasta da renovação:

«Não, não, o problema não é dinheiro, por vezes fico triste porque se falou de que eu queria ganhar isto ou aquilo, mas é tudo mentira. Disse-o ao presidente e não sei de onde isso veio. O problema não é dinheiro! A minha família está bem aqui, mas não sei o que vai acontecer.»
Ler Mais

Festejos do Bicampeonato Obrigado, querido Benfica!

Catedral ao rubro, em apoteose, sinergia pura entre equipa e adeptos no momento da consagração do Bicampeonato. Isto é Benfica!

O Sport Lisboa e Benfica fechou este sábado a I Liga 2014/15, com uma goleada perante o Marítimo… 4-1 contam a história de um jogo, mas hoje estava muito mais em causa e há muito mais para contar!

É que todos os caminhos vieram dar à Luz! Autêntica romaria, com milhares de adeptos a fazerem questão de dizer presente mais uma vez, com a “maré vermelha” a inundar a Cidade das Sete Colinas.

Antes do apito inicial, coreografia espetacular, com as bancadas da Luz vestidas de vermelho rubro emoção ao som das "Papoilas Saltitantes" na voz de Luís Piçarra… arrepiante!

A festa fez-se depois no relvado, com o SL Benfica a vencer com todo o mérito, um Marítimo que não veio para a festa e valorizou ainda mais a vitória dos “encarnados”.

Apito final e depois sim… a consagração! Um a um, os jogadores, equipa técnica e presidente, Luís Filipe Vieira, acompanhado pelos filhos do adepto José Magalhães, Gonçalo e Tomás, subiram novamente ao tapete da Catedral.

Já no palco montado no centro do relvado, o desejado momento, com o capitão, Luisão a erguer o 34.º título de Campeão Nacional, o Bicampeonato que fugia há 30 anos, o que reforça o Glorioso como o Clube mais titulado em Terras de Camões.

A festa fez-se então em sinergia pura! Que bonito de ver… e viver! Adeptos, jogadores, staff, famílias… a Família Benfiquista em autêntica apoteose a mostrar que juntos somos mesmo mais fortes!

Um sábado para recordar… e para a festa ajudaram ainda mais as nossas Modalidades e Futebol Formação… Vitórias em todas as frentes!

No final, os adeptos despediram-se cantando… “Benfica, dá-me o 35!” Mas agora é tempo de festejar e de gratidão, relembrando as palavras de Félix Bermudes, na música do Maestro Alves Coelho Pai no Hino do Clube: “Honrai hoje os ases que nos honraram o Passado”!

Obrigado, querido Benfica!
Ler Mais

Prova inicia-se a 18 de julho International Champions Cup North America 2015

O Sport Lisboa e Benfica faz parte do grupo de seis vencedores de Ligas nacionais na presente época – SL Benfica, Chelsea, PSG, FC Barcelona, Club America e LA Galaxy - que participam neste prestigiante torneio.

O SL Benfica inicia a competição no dia 18 de julho em Toronto, frente ao Paris Saint-Germain, no BMO Field.  Depois, joga com a Fiorentina no dia 24 de julho no Rentschler Field em Hartford, seguindo para Nova Iorque onde defronta o New York Bulls na Red Bull Arena, dia 26 de julho.

Os “encarnados” fecham a sua participação frente aos campeões do Club America, em local a confirmar, a 28 de julho.
Ler Mais

«Aquele golo anulado...» - Jonas



Jonas não disfarçou o desencanto com o golo anulado na segunda parte do jogo com o Marítimo, decisão que impediu o avançado de sagrar-se de conquistar `A Bola de Prata` (melhor marcador da Liga).

«Mais importante é comemorar o título, era o nosso primeiro objetivo. Fizemos um belíssimo campeonato. O prémio individual? Foi por pouco, aquele golo anulado... Se o assistente não tivesse anulado poderia ganhar o prémio. Enfim, estou muito feliz pelo meu primeiro ano, sinto-me em casa», congratulou-se o jogador brasileiro, em declarações à BTV.
Ler Mais

SL Benfica – Marítimo, 4-1 “Estamos todos de parabéns!”

O SL Benfica venceu esta tarde o Marítimo, por 4-1, no desafio de consagração do Bicampeonato. Lima marcou dois golos e foi eleito o Man of the Match do desafio, numa votação levada a cabo pelos internautas na página oficial do Facebook do Clube.

Em declarações à BTV, o brasileiro mostrou-se satisfeito e fez questão de ressalvar o trabalho do grupo, reiterando que marcar golos é a sua forma de contribuir para com o carinho e apoio de todos.

“Todos estes golos são obra do conjunto, da grande equipa que construímos esta temporada. Estou um pouco frustrado por não ter conseguido ajudar o Jonas a fazer mais um golo. Estamos todos de parabéns, todos, em especial os nossos adeptos que são um espetáculo. Estou muito feliz e satisfeito por poder contribuir com os golos. Agora é altura de festejar, uma festa bonita, pois merecemos”, afirmou o avançado brasileiro.
Ler Mais

Modalidades em ação ADN vencedor!

Foi com a conquista do principal objetivo da época conquistado – o Campeonato Nacional – que o SL Benfica entrou em quadra na disputa da Final Four da Taça de Portugal e com uma nova meta em mente: a “dobradinha” que foge há 20 anos…. Desde 1994/95.

Frente ao OC Barcelos, na meia-final, Pedro Nunes tinha avisado que seria necessário entrar em pista o melhor Benfica para levar de vencida o adversário… e assim foi!

Pavilhão a “rebentar pelas costuras”, com o OC Barcelos, logo aos 5’ a inaugurar o marcador. Ainda na primeira parte, João Rodrigues empatou a uma bola, resultado com que se atingiu o intervalo.

Início de segunda metade tirada a papel químico da primeira: golo do OC Barcelos, a colocar o marcador em 1-2.

Nicolía falhou um livre direto, mas Tiago Rafael não se se fez rogado e mal teve oportunidade empatou a contenda duas bolas.

Partida muito intensa, pautada pelo equilíbrio e raça, com João Rodrigues a fazer o 3-2, quando faltavam cerca de seis minutos para jogar.

Até ao apito final houve ainda oportunidade para o mesmo João Rodrigues desperdiçar um livre direto… e o resultado não mais se alterou!

Vitória, por 3-2, com o SL Benfica a carimbar presença na Final da Taça de Portugal!

O SL Benfica alinhou com o seguinte cinco inicial: Guillem Trabal, Valter Neves, Diogo Rafael, João Rodrigues e Carlos López.

Recordar que para marcar presença na Final Four, o SL Benfica eliminou, com sucessivas goleadas, a Juventude Pacense (11-4, nos quartos de final), o Alcobacense (11-1, nos oitavos de final) e o HC Vasco da Gama (10-1, nos 16 avos de final).

Amanhã, o Glorioso defronta o Sporting, que na outra meia-final venceu a Oliveirense (4-1).A Final disputa-se domingo, pelas 15h00, no Pavilhão José Mário Cerejo, em Vila Franca de Xira.

Os Bilhetes estarão à venda amanhã, na Megastore, entre as 10h00 e as 12h00, e custam 7,50 euros.

SL Benfica – V. Guimarães, 75-67
Basquetebol entra a vencer na Final da LPB
Pavilhão Fidelidade muito bem composto, com a “maré vermelha” a responder mais uma vez em apoio à equipa.

SL Benfica e V. Guimarães reeditam a Final da época transacta, com o 1.º jogo a realizar-se esta tarde, isto depois de umas meias-finais emocionantes e muito disputadas… predicados que hoje se repetiram.

Primeira parte complicada para os comandados de Carlos Lisboa que chegaram ao intervalo a perder, por 34-41, depois de um 19-21 ao cabo do 1.º período.

Na segunda metade a equipa reorganizou-se, partiu em busca da reviravolta e, ao cabo do 3.º período, tinha já reduzido a desvantagem para um 53-58.

Nos derradeiros dez minutos a qualidade Benfiquista veio finalmente ao de cima e Mário Fernandes, com um tripo, empatou a 61 pontos para Jobey de seguida colocar os “encarnados” na frente, posição que manteriam ao até ao final.

Vitória muito suada, com os jogadores a terem de puxar dos galões, mas justa, por 75-67… grande espetáculo de Basquetebol!

O SL Benfica entrou em quadra com o seguinte cinco inicial: Jobey Thomas, Seth Doliboa, Frederick Gentry, Tomás Barroso e Carlos Andrade.

Domingo o duelo repete-se, com SL Benfica e Vitória de Guimarães a terem encontro marcado para as 17h30, no Pavilhão Fidelidade, numa partida relativa ao 2.º jogo da Final do LPB.

No próximo fim de semana o Glorioso viaja até à Cidade Berço!

Fundão – SL Benfica, 3-6, ap
Sofrido mas mais do que justo
A equipa de Futsal do Sport Lisboa e Benfica começou a meia-final do play-off do Campeonato Nacional da melhor forma ao vencer, fora, o Fundão por 3-6.

Uma primeira parte bem disputada no reduto do Fundão, com muito equilíbrio e com as duas equipas a darem tudo, por vezes demais, em cada lance.

O internacional italiano Alessandro Patias inaugurou o marcador aos nove minutos, com Tiago Soares a empatar ao minuto 16. Logo a seguir, registo para o cartão vermelho direto mostrado a André Nabais.

Ao intervalo subsistia o empate a uma bola. Na segunda parte, a equipa da casa entrou mais forte e no espaço de dois minutos marcou dois tentos. Mário Freitas e Anilton foram os autores.

À passagem do minuto 32, o Benfica “puxou dos galões” para reduzir para 3-2 por intermédio de Bruno Coelho. No último minuto, Rafael Henmi fez o 3-3 que levou o jogo para o prolongamento.

No primeiro minuto do tempo extra, Ré recolocou as “águias” na frente do marcador e Alessandro Patias bisou aos quatro minutos, levando o Benfica a vencer por 3-5 para a etapa complementar.

Aí, Ré voltou a fazer o “gosto ao pé” e colocou o “placard” em 3-6 (7’), resultado que se manteve até final.

Joel Rocha escolheu Juanjo, Bruno Coelho, Rafael Henmi, Alessandro Patias e Alan Brandi para o pontapé de saída.

SL Benfica e Fundão voltam a encontrar-se às 15h00 do dia 30 de maio, na Luz, para o 2.º jogo da meia-final do play-off.

Ler Mais

SL Benfica – Marítimo, 4-1 “Jonas merecia ter sido o melhor marcador”

Jorge Jesus, no final do desafio com o Marítimo, lamentou o tento mal anulado ao avançado brasileiro.

“A primeira parte foi mais dividida, mas isso tem a ver com o facto de ter sido uma semana de festejos; na segunda parte, o Marítimo quebrou e marcámos mais golos. Fizemos outro ainda que dava o título de melhor marcador a Jonas, mas o árbitro assistente viu de outra maneira. É pena porque o Jonas merecia esse prémio individual”, advertiu, em declarações à BTV.

Ler Mais

SL Benfica – Marítimo, 4-1 Catedral saudou o Bicampeão

Foi sob o signo do 34 que os jogadores do Sport Lisboa e Benfica e do Marítimo subiram ao tapete verde da Luz para encerrar a edição 2014/15 da Liga NOS. Nas bancadas, as 60.532 pessoas abriram os braços ao Bicampeão – qual abraço a celebrar o Dia do Abraço que teve lugar no dia 22 de maio – transmitiram, com o cântico “O Campeão Voltou!” todo o calor da nação Benfiquista.

Pintados a rigor como se pede em dia de festa, os jogadores da “águia” entraram com um Futebol fluído e os primeiros festejos deram-se logo aos cinco minutos. Eliseu lançou a bola da linha lateral, na área a bola sobrou para Lima que redopiou sobre si mesmo e atirou para o 1-0.

Os adeptos apoiavam ruidosa e incessantemente e a equipa correspondia com “nota artística”. À passagem do minuto 12, um livre de laboratório de Gaitán encontrou Jardel ao segundo poste. O defesa brasileiro assistiu o conterrâneo, Lima, mas Rúben Ferreira opôs-se.

Havia espetáculo na Luz e nas duas balizas com Júlio César a evitar por duas vezes o golo madeirense. Aos 15 minutos, Alex Soares, só na área atira a contar e no minuto seguinte foi Marega e testar a atenção do brasileiro.

O jogo entrou depois numa toada mais morna, com o “frisson” a andar distante de ambas as balizas até que aos 31 minutos, Marega empatou a partida. O golo fez crescer o Marítimo, com Danilo, através de um potente remate, a assustar Júlio César aos 35 minutos.

Parecia que o Bicampeão tinha sentido o golo, mas nada mais errado. Quando o relógio assinalava os 42 minutos, Salvio descobriu Lima que endossou para Jonas que, em cima da linha de golo, empurrou para o 2-1. Ainda se festejava na Luz e já Marega obrigava Júlio César a mais uma vistosa intervenção (43’).

A etapa complementar começou com mais Benfica. Aos 48 minutos, Salvio, do lado direito, descobriu a cabeça de Jonas na área, mas o esférico morreu nas mãos de Wellington. Poucos minutos depois, Jonas inventou uma jogada de génio, deixou uma série de adversários para trás e isolado frente a Wellington atirou cruzado a centímetros do poste. Seria um golão!

Seguiram-se três minutos de luxo na Luz. Aos 57’, Lima dispara forte um tudo-nada ao lado da baliza insular. À passagem do minuto 59, Talisca rematou forte para defesa de Wellington e na sequência da jogada, Maxi Pereira assistiu Lima para o 3-1. Ficaram dúvidas acerca da posição do defesa direito uruguaio.

Jonas poderia ter ficado a um golo de se tornar o melhor marcador do Campeonato, quando aos 67’, Gaitán assistiu o avançado, mas o árbitro assistente, Luís Ramos, com um erro gritante, anulou o tento limpo ao Benfica.

Parecia que Deus escrevia direito por linhas tortas quando Sílvio assistiu Jonas para o 4-1 aos 82’, mas o avançado já não foi a tempo de fazer o golo que lhe faltou para ser o melhor marcador. Sete minutos depois, Júlio César ainda voltou a negar a sorte a Marega.

O Bicampeão Nacional fecha a Liga NOS com 86 golos em 34 jogos, e 85 pontos, fruto de 27 vitórias, quatro empates e três desaires.

O SL Benfica alinhou com Júlio César; Maxi Pereira; Luisão, Jardel, Eliseu (Sílvio, 60’); Samaris, Pizzi (Talisca, 45’), Salvio (Mukhtar, 74’), Gaitán; Jonas e Lima.
Ler Mais

SL Benfica – Marítimo, 2-1 "Águias" vencem ao intervalo

Primeira parte viva no Estádio da Luz com ambas as equipas a procurarem o golo. O Benfica vence por 2-1.
Lima, aos 5', fez o primeiro tento de uma tarde de festa! O Marítimo empatou por Marega aos 31', mas Jonas, aos 42', fez o 2-1. 
Ler Mais

SL Benfica – Marítimo Todos convocados para a festa do Bicampeão

Jorge Jesus leva todos os 27 jogadores do plantel para o jogo com o Marítimo.

Na hora de encerramento da edição 2014/15 da Liga NOS, o treinador do Sport Lisboa e Benfica chamou todos os atletas para a festa de consagração do Campeão Nacional.

As “águias” enfrentam o Marítimo às 18h00, no Estádio da Luz, em jogo da 34.ª jornada.
Ler Mais

SL Benfica - Marítimo Sábado quero-te em Casa!

O repto está lançado! Não pode vir ao Estádio da Luz? Não se preocupe! Desloque-se até à Casa do SL Benfica da sua localidade, assista pelas 18h00 ao SL Benfica – Marítimo e festeje o Bicampeonato junto da Família Benfiquista!
Ler Mais

SL Benfica – Marítimo “Fazer a festa na Luz com os adeptos!"

O mesmo ADN, a mesma mentalidade ganhadora! É este o Benfica que Jorge Jesus quer para vencer o Marítimo no sábado, no desafio de consagração do Bicampeonato.

É com o título de Bicampeão já assegurado que o SL Benfica recebe já amanhã, sábado, o Marítimo, num desafio relativo à última jornada da I Liga e que servira também de festa de consagração. Os objetivos, como Jorge Jesus refere, já estão alcançados na prova, mas a equipa vai manter o seu ADN ganhador.

“Os objetivos do Benfica no Campeonato Nacional já estão alcançados. Esta semana até me senti um pouco doente, porque não senti a adrenalina e a pressão do jogo e não estou habituado a isso. Independentemente disso, é um jogo de responsabilidade, é o último jogo do Benfica no Estádio da Luz esta época. Queremos fazer e participar na festa. Temos de estar em bom nível, ao nível do que temos feito nos últimos jogos, principalmente no nosso Estádio. Queremos partilhar o jogo e o ambiente, de fora para dentro, junto com os adeptos. Não é um teste para o jogo da Taça da Liga de sexta-feira. São jogos completamente diferentes, e este é um jogo de três pontos. É importante, não vai definir nada dos nossos objetivos, mas é um jogo onde há muita coisa para ganhar e queremos jogar com qualidade”, começou por dizer Jorge Jesus, antevisão ao desafio, em declarações à BTV.

Questionado relativamente à utilização dos três jogadores que anda não vestiram a camisola do Benfica na I Liga 2014/15, Jorge Jesus revela que essa possibilidade existe, no entanto, o principal é a responsabilidade de ganhar.

“Há três jogadores que ainda não jogaram no Campeonato - Paulo Lopes, Sílvio e Mukhtar – e pode haver uma possibilidade de os três participaram no jogo. Agora, nós temos é a responsabilidade de ganhar, jogar bem, entrar na festa, que espero que seja bonita, com os adeptos e as famílias, num ambiente que tem sido assim ao longo do ano, e onde – segundo me informaram – o Estádio da Luz estará praticamente esgotado. A adrenalina é muita para ter um jogo de qualidade e fazer a festa com os adeptos”, revelou o treinador.

“A equipa respondeu com grande capacidade à exigência”
E como está o balneário? Como se sente o Bicampeão Nacional?

“O ambiente está bom! Quando és Campeão, quando procuras e trabalhas onze meses para um objetivo e consegues alcançar esse objetivo a uma jornada do fim, o ambiente não poderia ser melhor. Os jogadores têm essa noção, mas o Benfica não pode parar. Quem tem a responsabilidade de jogar com a camisola do Benfica sabe que isto não pode parar. Temos uma Final na sexta-feira, mas não é só na sexta-feira que pensamos nela, pensamos durante toda a semana. É essa a paixão que metemos no trabalho. Os jogadores do Benfica trabalharam muito para atingir tudo isto. Houve uma exigência táctica, técnica e física muito grande e a equipa respondeu com grande capacidade e qualidade profissional. É este o ADN da equipa! Ela não sabe o que é brincar, só sabe o que é competir e jogar com grande intensidade!”, afirmou Jorge Jesus taxativo.

O ADN ganhador é transversal a todo o Universo Benfiquista! O Futebol é Bicampeão Nacional, o Voleibol e o Hóquei em Patins idem, as outras Modalidades estão nos momentos das grandes decisões e o Museu Benfica Cosme Damião continua a ver chegar títulos e troféus…

“O Futebol é Campeão, ganhámos no Voleibol, no Hóquei em Patins, e refiro-me particularmente ao Hóquei porque sou amigo do treinador. O Pedro Nunes é amadorense, nasceu onde eu nasci…o Basquetebol está na Final. O Benfica está inserido em todas as grandes decisões! E é isto que fazem as grandes equipas! Estás nas decisões, ou ganhas ou estás lá, na decisão. Por isso é que  o Benfica é um Clube grande, é por isso que se ganha muitos títulos, seja em que modalidade for”, concluiu Jorge Jesus.

O SL Benfica – Marítimo está agendado para as 18h00 de sábado e será arbitrado por Nuno Almeida.

Antes, pelas 15h00, e que tal dar um saltinho até ao Pavilhão Fidelidade onde o Basquetebol inicia a defesa do título frente ao Vitória de Guimarães?

Ler Mais

Esta sábado, 23 de maio Catedral “vestida” a rigor!

O Estádio da Luz está a “vestir-se” a rigor para o encontro de sábado, 23 de maio. A receção ao Marítimo marca não só a despedida da Liga 2014/2015 como também a consagração do Bicampeonato – conquistado há uma semana, em Guimarães.

Assim, estão a ser preparadas algumas surpresas e iniciativas num encontro onde se espera casa cheia. Razões mais do que suficientes para fazer parte deste dia!


Ler Mais

Desafio Ruta 40 Paulo Gonçalves amplia vantagem na Argentina

Português que veste as cores do SL Benfica mantém-se líder da tabela geral classificativa no Desafio Ruta 40, agora com 8 minutos de diferença para o 2.º colocado.

Paulo Gonçalves ampliou a vantagem na liderança do Desafio Ruta 40, primeira de três provas que compõem a edição de 2015 do Dakar Series, competição de preparação para a mítica prova de Todo-o-Terreno mundial, o Rali Dakar, que em janeiro de 2016 abraça Peru, Bolívia e Argentina.

O piloto português partiu para a terceira etapa no terceiro posto mas acabou por ser o primeiro a cortar a meta na cidade argentina de Tinogasta, com um tempo total de 3h55min50s, o segundo melhor tempo a apenas 1min11s que a marca totalizada pelo seu colega de equipa, Joan Barreda, vencedor da etapa.

Paulo Gonçalves aumenta assim para 8min19s a vantagem que detinha para o segundo classificado na classificação geral da prova, Pablo Quintanilla.

“Estamos no bom caminho. Tudo está a correr de feição à equipa Honda, temos liderado as etapas, eu já venci a primeira, o Barreda esta terceira, temos duas Honda CRF 450 Rally no pódio da prova e com um desempenho fantástico. Só podemos estar satisfeitos. Faltam dois dias de prova aqui na Argentina e o teste está a ser perfeito. Vamos continuar a trabalhar para levar o melhor desta prova”, referiu Paulo Gonçalves.

A quarta e penúltima etapa do Desafio Ruta 40 decorre esta sexta-feira entre Tinogasta e Chilecito com uma “super-especial” cronometrada na ordem dos 220 quilómetros. Paulo Gonçalves será o segundo a entrar em pista.
Ler Mais

Médio de 21 anos “Benfica numa palavra? Bicampeão!”

Em ano de estreia, Talisca foi Campeão Nacional. No “5 minutos à Benfica” o médio falou sobre o percurso na Luz e garantiu que está “muito feliz”.

Talisca chegou esta época ao SL Benfica e foi peça fundamental na conquista do título. O médio brasileiro marcou muitos golos – 11 em 42 jogos – e garante que muito se deve ao ambiente que se vive no balneário. “São jogadores ao mais alto nível e todos me receberam muito bem, principalmente o capitão. Estou muito feliz”, disse no “5 minutos à Benfica”, uma iniciativa do Facebook Oficial do Clube.

Em ano de estreia, Talisca mostrou-se feliz com a conquista do título de Campeão Nacional, numa temporada onde marcou vários golos decisivos. “Senti muita alegria. Em Guimarães, vi uma coisa que nunca tinha visto. E quando chegámos ao Marquês de Pombal fiquei mesmo muito emocionado”, confessou.

O arranque de época transformou o médio num dos jogadores mais em foco na equipa liderada por Jorge Jesus, não só pelas suas exibições, mas também pelos golos marcados. Fazendo a comparação com o Futebol brasileiro, Talisca diz que o “ritmo é outro, a agressividade é outra e são jogadores totalmente diferentes.”

Cinco meses após a sua transferência, o médio ofensivo brasileiro de 20 anos, chegou a ser o melhor marcador da Liga NOS com oito tentos. Na memória de Talisca fica o golo da “vitória frente ao Mónaco, na Champions”, recordou.

Oito golos nas primeiras nove jornadas é um registo esmagador e o hat-trick em Setúbal é um reflexo disso mesmo. “Senti muita felicidade e alegria nesse momento. O grupo ajudou-me a marcar aqueles três golos e eu fiquei muito feliz e muito emocionado”, disse.

“Bicampeão”. Foi esta a primeira palavra que veio à cabeça do médio de 21 anos quando, num dos comentários do Facebook, lhe pediram para descrever o SL Benfica numa só palavra.

Foi no Bahia que Talisca, ou melhor, Anderson Souza Conceição ganhou o apelido pelo qual viria a ser conhecido por todo o Mundo. “Foi um apelido que um colega meu me colocou no Bahia. Quando eu cheguei, em 2009, era muito magrinho e às vezes quando eu ia treinar as meias caíam, a camisola ficava larga, e foi esse o motivo deste apelido”, explicou.

Ler Mais

Bicampeões são destaque no jornal “O Benfica”

Trinta e um anos depois, o Sport Lisboa e Benfica conquistou o Bicampeonato de Futebol. Título merecido, os números não enganam.

A festa começou no relvado e nas bancadas do estádio D. Afonso Henriques. Milhares acompanharam depois a chegada do autocarro ao aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, numa demonstração única de Benfiquismo. Após a viagem de avião, o grupo chegou à capital para festejar com os Benfiquistas. Não perca as 11 páginas de reportagem e fotografias do 34.º título nacional.

A Fly Emirates reforçou o compromisso com Portugal através de um novo patrocínio com o Sport Lisboa e Benfica, válido para os próximos três anos.

Mas como o Benfica não é só Futebol, não perca ainda tudo sobre a atualidade das modalidades nesta edição do seu jornal “O Benfica”. Nas bancas esta sexta-feira!
Ler Mais

Antevisão da 34.ª jornada Bicampeão despede-se da Luz

O SL Benfica diz adeus aos jogos na Catedral em 2014/15, no sábado, pelas 18h00. Os adeptos podem despedir-se da sua equipa em casa.

Esta sexta-feira, 22 de maio, às 10h00, Jorge Jesus orienta mais um treino, à porta fechada, no Caixa Futebol Campus. Da parte da tarde (13h30) o técnico antevê o encontro, em conferência de imprensa, também no Seixal.

O conjunto orientado por Jorge Jesus regressa aos jogos no Estádio da Luz para o Campeonato Nacional, uma semana depois de ter renovado o título. O empate sem golos em Guimarães, conjugado com a igualdade (1-1) entre Belenenses e FC Porto no Restelo, permitiram ao Benfica conquistar o 34.º Campeonato Nacional da sua história.

O jogo de sábado diante do Marítimo pode ser, assim, encarado com tranquilidade e permite mesmo a utilização de jogadores menos utilizados e outros que ainda não jogaram na prova, que podem desta maneira sagrarem-se, também, Campeões Nacionais. Os números estatísticos ao longo das 33 jornadas, que asseguraram o 1.º lugar, comprovam o domínio do Benfica, com o melhor ataque e a segunda melhor defesa da prova.

Números que não enganam
A veia goleadora foi uma constante, jornada após jornada. Ao todo foram apontados 82 golos (44 em casa e 38 fora), com uma média de 2,5 tentos apontados por encontro. Foram 14 os futebolistas que marcaram durante a prova, sendo que Jonas (18 golos) e Lima (17) foram os jogadores que mais se destacaram em frente às balizas adversárias. A maior vitória do Benfica na competição teve lugar na 23.ª jornada, em casa, frente ao Estoril Praia (6-0).

Em termos defensivos, o Benfica também brilhou e, com 15 golos sofridos, conta com a segunda melhor defesa do Campeonato. Em 21 partidas os guarda-redes Júlio César e Artur Moraes não sofreram qualquer golo. A baliza ficou inviolada em 12 jogos na Luz e nove fora de portas. Os 82 pontos que garantiram o 34.º título nacional da história do “Glorioso” foram fruto de 26 vitórias, quatro empates e três derrotas. O Benfica é a equipa com melhor goal average (+ 67) e desde a 5.ª jornada que assumiu a liderança na classificação.

Na 17.ª jornada frente ao Marítimo, os golos Salvio (dois), Ola John e Lima garantiram os três pontos, com uma vitória, por 0-4. Os madeirenses ocupam a 9.ª posição, com 44 pontos, fruto de 12 vitórias, oito empates e 13 derrotas.

Um título histórico
O Benfica conseguiu, assim, repetir o triunfo da temporada transata e atingiu um Bicampeonato que lhe fugia há 31 anos, desde 1983/84, desde a primeira passagem de Sven-Goran Eriksson pelo Clube.

Na sua sexta época no comando da equipa da Luz, Jorge Jesus conquistou a sua terceira Liga portuguesa. O técnico natural da Amadora tornou-se o único português da história do Benfica a conseguir ganhar o Bicampeonato e a entrar no lote restrito daqueles que ganharam três Campeonatos pelo Clube, juntamente com Lippo Herczka (1936, 1937 e 1938), Janos Biri (1942, 1943 e 1945), Fernando Riera (1963, 1967 e 1968), Jimmy Hagan (1971, 1972 e 1973) e Sven-Goran Eriksson (1983, 1984 e 1991). Na frente da lista está Otto Glória, que venceu quatro Campeonatos (1955, 1957, 1968 e 1969).

O encontro está agendado para as 18h00 e antes, recorde-se, há Basquetebol no Pavilhão Fidelidade. O primeiro jogo da Final do play-off, entre SL Benfica e Vitória de Guimarães, está agendado para as 15h00. 

Ler Mais

Parceria!!!

 
Benfica Glorioso © 2011 \2015